Your browser doesn't support javascript.
loading
Historia do alojamento conjunto / Rooming-in history
Ungerer, Regina L. S; Miranda, Ana T. C. de.
Afiliação
  • Ungerer, Regina L. S; FIOCRUZ. Instituto Fernandes Figueira.
  • Miranda, Ana T. C. de; Universidade Estadual do Rio de Janeiro.
J. pediatr. (Rio J.) ; 75(1): 5-10, jan.-fev. 1999.
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-234269
Biblioteca responsável: BR3.1
RESUMO

Objetivo:

Fazer uma revisäo sobre a trajetória do alojamento conjunto mäe-filho e as trasnformaçöes no atendimento perinatal influenciadas pelos avanços da medicina.

Método:

Este foi um trabalho de pesquisa bibliográfica e análise de conteúdo a partir de uma perspectiva histórica.

Resultados:

Até o início do século, o parto e o nascimento eram eventos domiciliares e de domínio das mulheres. Porém, a ascensäo dos hospitais e as novas técnicas proporcionadas por eles tornaram-nos os locais de escolha para tratar qualquer tipo de paciente. Essa nova forma de atender os enfermos os retirava de seus lares e de perto de seus familiares, e até mesmo os recém-nascidos deveriam ficar longe de suas mäes, confinados em berçários até a alta, para evitar qualquer tipo de infecçäo. Mas, no final da década de 40, pesquisadores foram alertados para o desajuste familiar advindo da separaçäo mäe-filho logo após o nascimento e abriram caminho para um novo campo de pesquisa. Uma das formas encontradas para superar essa dificuldade foi a criaçäo do alojamento conjunto mäe-filho que permitia que ambos permanecessem juntos desde o nascimento até a alta. Essa experiência tinha a intençäo de devolver à mäe a possibilidade de cuidar ela mesma de seu filho, mas o projeto extinguiu-se e só foi ressuscitado na década de 70 com o apoio de organizaçöes internacionais respeitadas como a OMS e o UNICEF.

Conclusäo:

Separaçäo mäe-filho logo após o nascimento desperta insegurança materna, dificulta o aleitamento e priva o bebê do carinho e cuidado de sua mäe. Já foi demonstrado que crianças separadas de suas mäes logo após o nascimento säo mais suscetíveis ao abandono, a sofrerem abusos e a serem vítimas de violência. Dessa forma,seria aconselhável que os profissionais de saúde estivessem conscientes da importância da saúde psicológica da mäe, do bebê e da família para evitar tal experiência
Assuntos
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados nacionais / Brasil Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: Objetivo 3: Recursos humanos em saúde Base de dados: LILACS / Sec. Est. Saúde SP Assunto principal: Alojamento Conjunto Idioma: Português Revista: J. pediatr. (Rio J.) Ano de publicação: 1999 Tipo de documento: Artigo

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Buscar no Google
Coleções: Bases de dados nacionais / Brasil Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: Objetivo 3: Recursos humanos em saúde Base de dados: LILACS / Sec. Est. Saúde SP Assunto principal: Alojamento Conjunto Idioma: Português Revista: J. pediatr. (Rio J.) Ano de publicação: 1999 Tipo de documento: Artigo
...