Your browser doesn't support javascript.
loading
Estudo das alterações radiográficas das mãos e dos pés em pacientes com artrite reumatóide / Alterations radiographic study in hands and foots in patients with rheumatoid arthritis and foots in pacients with rheunatoid arthritis
São Paulo; s.n; 1998. 106 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-272186
Biblioteca responsável: BR1.2
Localização: BR1.2; 3703
RESUMO
Alterações radiográfícas são indicadoras de pregressão clínica em pacientes com artrite reumatóide (AR), mas geralmente são descritas de forma qualitativa, mais do que através de dados quantitativos. Vários métodos têm sido descritos para quantificar as alterações radiográficas em AR e, recentemente, muita atenção tem sido dada aos métodos de Larsen e Shaip. Este estudo teve como objetivo avaliar as alterações radiográficas em 299 pacientes com AR, examinar a correlação entre o dano radiográfíco e a duração da doença e identificar fatores prognósticos para dano articular. A reprodutibilidade e validade dos métodos radlográficos também foram analisados. Todos os pacientes preenchendo os critérios de classificação do ACR para AR foram avaliados em um estudo transversal. Radiografias de mãos e pés foram feitas de rotina, seguindo um protocolo padrão e os métodos de Larsen e Sharp foram utilizados na análise das radiografias. A reprodutibilidade lnter-observadores e intra-observador foi r=0,828 (p < O,OO1) e r=O,894 (p < O,OO1), respectivamente, para o método de Larsen. Para o método de Sharp esses valores foram r=0,883, (p < O,OO1) e r=0,918 (p < O,OO1), respectivamente. A correlação entre os dois métodos foi altamente significante r=0,844 (p < O,OO1). Correlação entre os escores radiográficos e a duração da doença também foram estatisticamente significantes para os dois métodos, Larsen r=0,482 (p < O,OO1) e Sharp r=0,531 (p < O,OO1). Resultados semelhantes também foram observados para os parârnetros erosão e pliiçamento, r=0,512 (p < O,OO1) e r=0,510 (p < O,OO1), respectivamente. Através da análise de regressão múltipla, a duração da doença e a idade conseguiram predizer dano radiográfico, explicando 26 por cento do escore total (mãos e pés) de Larsen. A duração da doença e teste do látex também conseguiram predizer dano radiográfico, explicando 28 por cento do escore total (mãos e pés) de Sharp. Assim, futuros estudos deverão ser feitos no sentido de identificar outras variáveis predltivas de dano radiográfíco em pacientes com AR
Assuntos
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Artrite Reumatoide / Radiografia Tipo de estudo: Estudo de prevalência Idioma: Português Ano de publicação: 1998 Tipo de documento: Tese

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Artrite Reumatoide / Radiografia Tipo de estudo: Estudo de prevalência Idioma: Português Ano de publicação: 1998 Tipo de documento: Tese
...