Your browser doesn't support javascript.
loading
Estudo histomorfométrico do osso trabecular de ratas castradas após a administraçäo de estrogênio, isolado ou associado ao progestagênio, e de tamoxifeno / Histomorphometry study of trabecular bone in ovariectomized rats after administration of estrogen alone or associated with progestogen and tamoxifen
Säo Paulo; s.n; 1999. 99 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-272363
Biblioteca responsável: BR1.2
Localização: BR1.2; 5404
RESUMO
Estudaram-se 40 ratas adultas, virgens, com aproximadamente 4 meses de vida e pesando, em média, 200 gramas. Com a finalidade de reproduzir um estado deficiência estrogênica todos os animais foram submetidos à ovariectomia bilateral. No 4§ dia após a castração, foram divididos em 4 grupos, cada qual com 10 ratas grupo I ou controle, no qual se administrou apenas o veículo propilenoglicol, que também foi utilizado para administração dos fármacos dos grupos II, III e IV; grupo II que recebeu estrogênios conjugados eqüinos, na dose diária de 50 µg/rata; grupo III o qual recebeu tamoxifeno, na dose de 250 µg/rata/dia; e grupo IV o qual se tratou com a mesma dose de estrogênio do grupo I, associado continuamente ao acetato de medroxiprogesterona, na dose de 2 mg/rata/dia. Em todos os grupos os fármacos foram administrados por via oral (gavagem), no volume de O,5 ml, durante 55 dias consecutivos. Também foi fornecida tetraciclina por via subcutânea, na dose de 20 mg/kg de peso, nos dias 21, 20, 19, 5, 4 e 3 antes do sacrifício. Todos os animais foram anestesiados 24 horas após a última dose das drogas estudadas, quando se retirou a tíbia direita de cada animal, que foi totalmente limpa para exposição do osso trabecular, o qual foi estudado pela análise histomorfométrica, utilizando-se parâmetros estáticos (volume trabecular, superfícies reabsorvida, osteoblástica e osteoclástica, espaço trabecular e número de trabéculas), assim como um parâmetro dinâmico, representado pela taxa de aposição mineral. Os resultados demonstraram que os estrogênios conjugados isolados ou associados ao acetato de medroxiprogesterona, como também o tamoxifeno, reduziram as taxas de remodelação óssea, comprovada pelos menores valores das superfícies reabsorvida, osteoblástica e osteoclástica em relação ao grupo controle. Observamos, ainda, que a reposição estrogênica isolada ou associada ao progestagênio, bem como, o tamoxifeno, determinaram maiores valores do volume trabecular e da taxa de aposição mineral em relação ao grupo controle. Concluímos que o tamoxifeno demonstrou atividade agonista-estrogênica no osso trabecular da tíbia de ratas adultas castradas
Assuntos
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Tamoxifeno / Estrogênios Conjugados (USP) / Medroxiprogesterona Idioma: Português Ano de publicação: 1999 Tipo de documento: Tese

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Tamoxifeno / Estrogênios Conjugados (USP) / Medroxiprogesterona Idioma: Português Ano de publicação: 1999 Tipo de documento: Tese
...