Your browser doesn't support javascript.
loading
Estuo prospectivo randomizado sobre o valor da preservaçäo do colo vesical nos índices de continência urinária após prostatectomia radical / Urinary continence and pathological outocome after bladder neck preservation in radical prostarectomy: a randomized prospective trial
Säo Paulo; s.n; 2000. 50 p. tab.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-272611
Biblioteca responsável: BR1.2
Localização: BR1.2; 5935
RESUMO
A preservação do colo vesical durante a prostatectomia radical tem sido defendida como medida para melhorar os índices de continência urinaria. Os relatos disponíveis, na literatura, sobre essa técnica estão baseados em estudos retrospectivos usando controles históricos. Realizamos estudo prospectivo e randomizado comparando os resultados das técnicas de preservação e de ressecção do colo vesical nos índices de continência urinária precoce e tardio, assim como no controle cirúrgico do câncer. Cento e vinte pacientes, com câncer de próstata estágios Tl- T3a, estavam planejados para participar do estudo e 70 foram incluídos na presente análise. Prostatectomia radical foi realizada pelo mesmo cirurgião e o tipo de reconstrução de colo vesical foi escolhido, por sorteio, durante a cirurgia. Os critérios de exclusão incluíam qualquer tipo de cirurgia prévia no trato urinário baixo ou na suspeita de disfunção vesical. A continência urinaria pós-operatória foi avaliada nas primeiras 48 horas após a retirada da sonda vesical e após dois e seis meses da cirurgia. As margens cirúrgicas foram estudadas pelo mesmo patologista, de forma sistemática. A análise interina feita nos primeiros 70 pacientes, mostrou uma incidência elevada de casos com margem cirúrgica comprometida exclusivamente no colo vesical no grupo de preservação e, assim, o estudo foi encerrado prematuramente. Trinta e cinco foram alocados no grupo de preservação do colo vesical e 31 foram avaliados. Em quatro pacientes, a técnica não pôde ser realizada e estes casos foram realocados para o grupo de ressecção do colo vesical. Ao final, 39 pacientes foram incluídos no grupo de ressecção, um paciente morreu no décimo-terceiro dia do pós-operatório e 38 pacientes foram analisados. Nos pacientes submetidos à ressecçao do colo vesical, incontinência urinaria foi observada em 21 por cento, 13 por cento e 5 por cento dos pacientes após 48 horas, 2 meses e 6 meses respectivamente. Nos pacientes em que o colo vesical foi preservado, incontinência urinaria ocorreu em 32 por cento, 13 por cento e 3 por cento após 48 horas, 2 meses e 6 meses. Não houve diferença estatística entre os dois grupos, quanto aos índices de incontinência urinaria. Margem cirúrgica positiva exclusivamente ao nível do colo vesical foi observada em 10 por cento dos pacientes do grupo de preservação do colo vesical e em nenhum paciente do grupo de ressecção. Esse achado não é estatisticamente significativo. A preservação ...(au)
Assuntos
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Prostatectomia / Incontinência Urinária Tipo de estudo: Ensaio clínico controlado Idioma: Português Ano de publicação: 2000 Tipo de documento: Tese

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Prostatectomia / Incontinência Urinária Tipo de estudo: Ensaio clínico controlado Idioma: Português Ano de publicação: 2000 Tipo de documento: Tese
...