Your browser doesn't support javascript.
loading
Dopplerfluxometria do sistema porta em portadores de esquistossomose submetidos à esplenectomia e ligadura da veia gástrica esquerda / Dopplerfluxometry of the portal system in patients with schistosomiasis mansoni who underwent splenectomy and ligature of the left gastric vein
Menezes, Hunaldo Lima; Jucá, Mário Jorge; Brandt, Carlos Teixeira; Gomes, Edmundo Guilherme de Almeida; Patrício, Arnaldo Rodrigues; Souto Maior, Patrícia Medeiros.
Afiliação
  • Menezes, Hunaldo Lima; UFPE. BR
  • Jucá, Mário Jorge; UFAL. Departamento de Clínica Cirúrgica. BR
  • Brandt, Carlos Teixeira; UFPE. CCS. Disciplina de Cirurgia Pediátrica. BR
  • Gomes, Edmundo Guilherme de Almeida; UFPE. CCSHospital Universitário. BR
  • Patrício, Arnaldo Rodrigues; UFAL. Hospital Universitário. Serviço de Radiologia. BR
  • Souto Maior, Patrícia Medeiros; Hospital Oswaldo Cruz. Cirurgia Geral. BR
An. Fac. Med. Univ. Fed. Pernamb ; 46(1): 23-27, 2001. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-299913
Biblioteca responsável: BR9.1
RESUMO
O presente estudo teve como objetivo analiar, através da dopplerfluxometria, de forma prospectiva, no pré-operatório e com até 180 dias de pós-operatório, os efeitos sobre a hemodinâmica do sistema porta de pacientes com a forma hepatoesplênica da esquistossomose, submetidos à esplenectomia e ligadura da veia gástrica esquerda. Vinte pacientes foram estudados, sendo 11 do sexo feminino(55 por cento) e 9 masculino (45 por cento). A idade variou de 19 a 80 anos, com média de 45,1 + ou - 20,8 anos. Todos apresentavam antecedentes de hemorragia digestiva alta, varizes esofagianas à endoscopia e fibrose de Symmers à ultrasonografia. A veia porta teve uma diminuição no seu diãmetro médio, variando de 13,9 + ou -3,0 mm no pré-operatório para 7,8 + ou - 1,8mm com 180 dias de pós-operatório(t=7,892-p<0,0001). O diâmetro médio da veia esplênica diminuiu de 11,8 + ou- 3,0mm no pré-operatório para 5,2 + ou - 1,6mm com 180 dias de pós-operatório (t=8,513 - p<0,0001). O diâmetro médio da veia mesentérica superior variou de 11,6 + ou - 2,3mm np pré-operatório para 10,8 + ou - 2,2mm no 180º dia de pós-operatório (t=1,125 - p=0,2675). O fluxo foi mantido hepatopetal em todos os casos. Em quatro pacientes (20 por cento) foram observados sinais de trombose parcial no 30º dia de pós-operatório, sendo dois casos em veia esplênica (10 por cento), um caso em veia porta (5 por cento) e um caso, simultaneamente, em veia porta e veia esplênica (5 por cento). Os sinais desapareceram em todos os casos na análise sucessiva no 90º dia pós-operatório. A média da velocidade do fluxo da veia porta diminuiu de 30,1 + ou - 8,7cm/s no pré-operatório para 21,3 + ou - 6,2cm/s com 180 dias de pós-operatório (t=3,701 - p=0,0007). A média da velocidade do fluxo da veia esplênica diminuiu de 29,6 + ou - 8,3cm/s no pré-operatório para 16,3 + ou - 4,8cm/s com 180 dias após a cirurgia (t=6,204 - p<0,0001). Não houve alteração significante na velocidade do fluxo da veia mesentérica superior. O exame endoscópico revelou diminuição gradativa, embora não significante, das varizes esofagianas em todos os casos. Conclui-se que, a dopplerfluxometria evidenciou uma redução no diâmetroe na velocidade do fluxo sanguíneo das veias porta e esplênica, nos pacientes esquistossomóticos submetidos à esplenectomia com ligadura da veia gástrica esquerda
Assuntos
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: ODS3 - Saúde e Bem-Estar / Doenças Neglicenciadas Tema em saúde: Meta 3.3: Acabar com as doenças tropicais negligenciadas e combater as doenças transmissíveis / Helmintíase / Esquistossomose / Zoonoses Base de dados: LILACS Assunto principal: Veia Porta / Esquistossomose mansoni Limite: Adulto / Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Revista: An. Fac. Med. Univ. Fed. Pernamb Assunto da revista: Medicina Ano de publicação: 2001 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Hospital Oswaldo Cruz/BR / UFAL/BR / UFPE/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: ODS3 - Saúde e Bem-Estar / Doenças Neglicenciadas Tema em saúde: Meta 3.3: Acabar com as doenças tropicais negligenciadas e combater as doenças transmissíveis / Helmintíase / Esquistossomose / Zoonoses Base de dados: LILACS Assunto principal: Veia Porta / Esquistossomose mansoni Limite: Adulto / Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Revista: An. Fac. Med. Univ. Fed. Pernamb Assunto da revista: Medicina Ano de publicação: 2001 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Hospital Oswaldo Cruz/BR / UFAL/BR / UFPE/BR
...