Your browser doesn't support javascript.
loading
Correlaçäo entre as expressöes de P-caderina e de receptores de estrógeno no câncer da mama / Correlation between P-cadherin and estrogen receptor expression in breast cancer
Paredes, Joana Cancela de Amorim Falcäo; Milanezi, Maria Fernanda Grillo; Reis-Filho, Jorge Sérgio; Leitäo, Dina Raquel Aguileira; Athanazio, Daniel Abensur; Schmitt, Fernando Carlos de Landér.
Afiliação
  • Paredes, Joana Cancela de Amorim Falcäo; Universidade do Porto. Instituto de Patologia e Imunologia Molecular. Porto. PT
  • Milanezi, Maria Fernanda Grillo; Universidade do Porto. Instituto de Patologia e Imunologia Molecular. Porto. PT
  • Reis-Filho, Jorge Sérgio; Universidade do Porto. Instituto de Patologia e Imunologia Molecular. Porto. PT
  • Leitäo, Dina Raquel Aguileira; Universidade do Porto. Instituto de Patologia e Imunologia Molecular. Porto. PT
  • Athanazio, Daniel Abensur; Hospital Universitário Professor Edgar Santos. Anatomia Patológica. Salvador. BR
  • Schmitt, Fernando Carlos de Landér; Universidade do Porto. Faculdade de Medicina. Porto. PT
J. bras. patol. med. lab ; 38(4): 307-313, 2002. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-330630
Biblioteca responsável: BR1.1
RESUMO

Introduçäo:

A manutençäo da arquitetura dos tecidos adultos depende essencialmente da integridade estrutural e funcional das caderinas, uma superfamília de moléculas de adesäo celular dependentes de cálcio, que medeiam normalmente a adesäo intercelular homofílica e homotípica. A P-caderina é expressa pelas células mioepiteliais da glândula mamária normal, sendo aberrantemente expressa num pequeno subgrupo de carcinomas da mama. Vários estudos recentes têm demonstrado que a expressäo desta proteína está significativamente correlacionada com tumores de alto grau histológico e negativos para os receptores de estrógeno (RE).

Objetivos:

Investigar a expressäo da P-caderina e dos receptores de estrógeno (RE) em carcinomas da mama invasivos e correlacionar os resultados obtidos. Material e

método:

O padräo de expressäo da P-caderina e dos RE foi estudado imunoistoquimicamente em 149 carcinomas invasivos da mama; seguidamente, correlacionou-se estatisticamente a expressäo destas duas proteínas.

Resultados:

A P-caderina foi detectada nas células mioepiteliais do tecido mamário normal e em 46 de 146 (31,5 por cento) casos de carcinoma invasivo da mama. A expressäo da P-caderina correlacionou-se inversamente com a expressäo dos RE, verificando-se que o subgrupo de tumores P-caderina positivos e RE negativos apresentava alto grau histológico e maior agressividade tumoral.

Conclusäo:

Demonstrou-se que a P-caderina identifica um subgrupo de carcinomas da mama, que näo expressa RE e que parece representar um estado mais avançado da progressäo tumoral. Estes resultados levantam ainda a hipótese de que a expressäo desta proteína possa ser regulada por uma via alternativa, independente de estrógeno
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Idioma: Português Revista: J. bras. patol. med. lab Assunto da revista: Patologia Ano de publicação: 2002 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil / Portugal Instituição/País de afiliação: Hospital Universitário Professor Edgar Santos/BR / Universidade do Porto/PT

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Idioma: Português Revista: J. bras. patol. med. lab Assunto da revista: Patologia Ano de publicação: 2002 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil / Portugal Instituição/País de afiliação: Hospital Universitário Professor Edgar Santos/BR / Universidade do Porto/PT
...