Your browser doesn't support javascript.
loading
Implantes cocleares em crianças portadoras de deficiência auditiva decorrente de meningite / Cochlear implant in deaf children due to meningites
Bevilacqua, Maria C; Moret, Adriane L. M; Costa Filho, Orozimbo A; Nascimento, Leandra T; Banhara, Marcos R.
Afiliação
  • Bevilacqua, Maria C; Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru. Curso de Fonoaudiologia. Bauru. BR
  • Moret, Adriane L. M; Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru. Curso de Fonoaudiologia. Bauru. BR
  • Costa Filho, Orozimbo A; Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru. Curso de Fonoaudiologia. Bauru. BR
  • Nascimento, Leandra T; Universidade de São Paulo. Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais. Centro de Pesquisas Audiológicas. BR
  • Banhara, Marcos R; Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru. Curso de Fonoaudiologia. Bauru. BR
Rev. bras. otorrinolaringol ; 69(6): 760-764, nov.-dez. 2003. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-360048
Biblioteca responsável: BR1.1
RESUMO
A meningite é a principal causa de deficiência auditiva neurossensorial adquirida, o paciente pode apresentar ao mesmo tempo déficit motor, distúrbio visual, distúrbio de linguagem, déficit vestibular, déficit de atenção e incapacidade para a aprendizagem. Caracteristicamente a deficiência auditiva pós-meningite é sensorioneural, profunda, bilateral, simétrica e descendente, mais comum no sexo masculino e em crianças abaixo de 5 anos e traz não só graves implicações quanto ao desenvolvimento social e emocional dos sujeitos por ela afetados, como também sérias alterações na linguagem oral já adquirida e/ou em estágio de aquisição.

OBJETIVO:

O trabalho objetiva realizar um estudo comparativo de um grupo de crianças com deficiência auditiva sensorioneural devido a meningite e um grupo de crianças com deficiência auditiva sensorioneural de etiologias diversas, implantadas no período pré-lingual, na faixa etária de 1 ano e 10 meses a 6 anos. FORMA DE ESTUDO Coorte transversal. MATERIAL E

MÉTODO:

Foram avaliadas 63 crianças com deficiência auditiva neurossensorial profunda bilateral pré-lingual, usuárias de implante coclear multicanal, sendo 25 (40 por cento) do sexo masculino 38 (60 por cento) do sexo feminino. Em 12 casos (19 por cento) a deficiência auditiva foi decorrente da meningite e em 51 casos (81 por cento) de outras etiologias. Todos os indivíduos selecionados foram submetidos a avaliações otorrinolaringológicas e audiológicas clínicas e objetivas.

CONCLUSÕES:

A ocorrência de inserção parcial dos eletrodos foi maior no grupo com deficiência auditiva pós-meningite. Não houve diferenças estatisticamente significantes quanto ao reconhecimento de palavras e fonemas e nos questionários de avaliação das habilidades auditivas (MAIS) e de linguagem (MUSS) entre os grupos estudados.
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Idioma: Português Revista: Rev. bras. otorrinolaringol Assunto da revista: Otorrinolaringologia Ano de publicação: 2003 Tipo de documento: Artigo / Congresso e conferência País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade de São Paulo/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Idioma: Português Revista: Rev. bras. otorrinolaringol Assunto da revista: Otorrinolaringologia Ano de publicação: 2003 Tipo de documento: Artigo / Congresso e conferência País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade de São Paulo/BR
...