Your browser doesn't support javascript.
loading
Tratamento das pseudatroses da diáfise dos ossos do antebraço com osteossíntese com placa de compressão e enxertia óssea autóloga / Treatment of forearm shaft nonunion with compression plate and autogenous bone graft
Reis, Fernando Baldy dos; Faloppa, Flávio; Zumiotti, Arnaldo Waldir; Fernandes, Hélio Jorge Alvachian; Albertoni, Walter Manna.
Afiliação
  • Reis, Fernando Baldy dos; Universidade Federal de São Paulo. Escola Paulista de Medicina. Departamento de Ortopedia e Traumatologia. São Paulo. BR
  • Faloppa, Flávio; Universidade Federal de São Paulo. Escola Paulista de Medicina. Departamento de Ortopedia e Traumatologia. São Paulo. BR
  • Zumiotti, Arnaldo Waldir; Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Departamento de Ortopedia e Traumatologia. São Paulo. BR
  • Fernandes, Hélio Jorge Alvachian; Universidade Federal de São Paulo. Escola Paulista de Medicina. Departamento de Ortopedia e Traumatologia. São Paulo. BR
  • Albertoni, Walter Manna; Universidade Federal de São Paulo. Escola Paulista de Medicina. Departamento de Ortopedia e Traumatologia. São Paulo. BR
Rev. bras. ortop ; 38(11/12): 676-691, nov.-dez. 2003. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-360843
Biblioteca responsável: BR26.1
RESUMO
Os autores apresentam os resultados do tratamento cirúrgico de 31 pacientes com pseudartrose pós-traumática da diáfise dos ossos do antebraço, sendo 11 (35,5 por cento) com pseudartrose dos dois ossos, 11 (35,5 por cento) com pseudartrose do rádio e nove (29 por cento) com pseudartrose da nina. As pseudartroses foram classificadas segundo Weber e Cech; 14 (45,1 por cento) apresentavam falha óssea variando de 1 a 6cm, com media de 2,3cm, e 17 (54,9 por cento), sem falha óssea. Os pacientes com pseudartrose com falha óssea foram tratados com interposição de enxerto autólogo corticoesponjoso do ilíaco em bloco do tamanho do defeito ósseo e fixado com placa de compressão AO de 3,5mm em ponto sobre o enxerto. Os com pseudartrose sem falha óssea foram submetidos à osteossíntese com placa de compressão AO de 3,5mm e enxerto esponjoso do ilíaco. Os resultados foram analisados quanto à consolidação radiográfica e clinicamente quanto à mobilidade do punho, cotovelo e pronossupinação do antebraço e o retorno ao trabalho. As variáveis infecção prévia, número de cirurgias prévias e complicações apresentaram nível associativo menor que 0,5, o que é indício de associação, embora não apresente significância estatística. A consolidação ocorreu em 30 pacientes e a principal complicação foi a infecção pós-operatória, que acometeu dois pacientes, tendo sido a causa de falha do método em um deles.
Assuntos
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Pseudoartrose / Transplante Autólogo / Fixação Interna de Fraturas Limite: Adolescente / Adulto / Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Revista: Rev. bras. ortop Assunto da revista: Ortopedia Ano de publicação: 2003 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de São Paulo/BR / Universidade de São Paulo/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Pseudoartrose / Transplante Autólogo / Fixação Interna de Fraturas Limite: Adolescente / Adulto / Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Revista: Rev. bras. ortop Assunto da revista: Ortopedia Ano de publicação: 2003 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de São Paulo/BR / Universidade de São Paulo/BR
...