Your browser doesn't support javascript.
loading
Micrometástases de carcinoma da mama em linfonodos axilares: detecção por imunoistoquímica versus hematoxilina e eosina / Micrometastasis in axillary lymph node in breast cancer: immunohistochemistry versus hematoxylin and eosin detection
Marinho, Vanessa Fortes Zschaber; Zagury, Marcos Salomão; Caldeira, Lidiane Gomes; Gobbi, Helenice.
Afiliação
  • Marinho, Vanessa Fortes Zschaber; Universidade Federal de Minas Gerais. Faculdade de Medicina. BR
  • Zagury, Marcos Salomão; Universidade Federal de Minas Gerais. Faculdade de Medicina. BR
  • Caldeira, Lidiane Gomes; Universidade Federal de Minas Gerais. BR
  • Gobbi, Helenice; Universidade Federal de Minas Gerais. Faculdade de Medicina. Departamento de Anatomia Patológica e Medicina Legal. BR
J. bras. patol. med. lab ; 40(2): 127-132, mar.-abr. 2004. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-361835
Biblioteca responsável: BR14.1
RESUMO

INTRODUÇAO:

Os métodos de detecção e o significado prognóstico das micrometástases (Mic-Met) em linfonodos axilares (LA) de pacientes com carcinoma mamário invasor são controversos na literatura.

OBJETIVOS:

Comparar a detecção de micrometástases de carcinoma mamário em LA através de segunda revisão de lâminas coradas por hematoxilina e eosina (HE) e comparar com a detecção imunoistoquímica (IHQ) e seu impacto no restadiamento das pacientes.

MATERIAIS E MÉTODOS:

Foram estudados 190 casos de carcinoma mamário inicialmente diagnosticados como linfonodo-negativos, com reavaliação dos linfonodos em lâminas coradas por HE e IHQ para pancitoqueratina (clone AE1/AE3) e método streptavidina-biotina-peroxidase (LSAB+).

RESULTADOS:

Foram revistos 2.868 linfonodos corados por HE (média = 15,1 linfonodos/paciente) e 2.444 linfonodos corados por IHQ (média = 12,9 linfonodos/paciente). Micrometástases foram detectadas em 28/190 casos, sendo que a detecção por IHQ (25/190 casos; 13,2 por cento) foi superior à detecção por HE (14/190 casos; 7,4 por cento). A revisão de lâminas coradas por HE apresentou boa especificidade (98,2 por cento), mas baixa sensibilidade (44 por cento) em relação à IHQ (considerada padrão-ouro).

Conclusão:

A detecção de Mic-Met foi maior por imunoistoquímica do que por segunda leitura de lâminas, e gerou mudança no estadiamento de 28 pacientes (14,7 por cento).
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Neoplasias da Mama / Imuno-Histoquímica / Carcinoma / Metástase Linfática / Estadiamento de Neoplasias Tipo de estudo: Revisão sistemática Limite: Adulto / Feminino / Humanos Idioma: Português Revista: J. bras. patol. med. lab Assunto da revista: Patologia Ano de publicação: 2004 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Minas Gerais/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Neoplasias da Mama / Imuno-Histoquímica / Carcinoma / Metástase Linfática / Estadiamento de Neoplasias Tipo de estudo: Revisão sistemática Limite: Adulto / Feminino / Humanos Idioma: Português Revista: J. bras. patol. med. lab Assunto da revista: Patologia Ano de publicação: 2004 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Minas Gerais/BR
...