Your browser doesn't support javascript.
loading
Neoplasia intra-epitelial grau III do colo do útero, vagina, vulva, períneo e ânus: relato de caso / Level III intraepithelial Neoplasia of the Cervix, Vagina, Vulva, Perianal and Anus - Case Report
Pereira Primo, Walquíria Quida Salles; Pereira Primo, Guttemberg Rodrigues; Trindade, Etelvino de Souza; Santos, Sílvia Guimarães; Basílio, Dúnya Bachour.
Afiliação
  • Pereira Primo, Walquíria Quida Salles; Hospital de Base do Distrito Federal. BR
  • Pereira Primo, Guttemberg Rodrigues; Hospital Regional de Planaltina. BR
  • Trindade, Etelvino de Souza; Hospital Regional de Planaltina. BR
  • Santos, Sílvia Guimarães; Hospital Regional de Planaltina. BR
  • Basílio, Dúnya Bachour; Hospital de Base do Distrito Federal. BR
Rev. saúde Dist. Fed ; 16(1/2): 55-63, jan.-jun. 2005. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-420741
Biblioteca responsável: BR599.1
RESUMO
A neoplasia intra-epitelial vulvar grau III pode estar associada ao Papiloma Virus Humano em mais de 80 por cento dos casos e principalmente em pacientes com idade inferior a 55 anos. A neoplasia intra-epitelial cervical está presente em aproximadamente 30 por cento das pacientes com neoplasia intra-epitelial vulvar grau III e a neoplasia intra-epitelial vaginal está associada a lesões no colo ou na vulva, em 50 por cento a 70 por cento das vezes. A neoplasia intra-epitelial anal e perianal é incomum e tem manifestação atípica, às vezes sendo encontrada por acaso em exames histológicos de cirurgias proctológicas. Quando é parte de um processo multicêntrico de lesões de alto grau, 25 por cento dos casos progridem para o câncer invasor. Cerca de 30 por cento das pacientes com algum fator imunossupressor, como o tabaco, apresentam doenças multifocal e têm recorrência independente da abordagem. A paciente deste relato tinha 31 anos, era tabagista e etilista crônica. Sua queixa principal foi prurido, corrimento fétido e verruga vulvar há oito anos. O exame ginecológico mostrou presença de múltiplas lesões vegetantes, hiperqueratinizadas, pigmentadas, papilomatosas e eritematosas envolvendo os grandes e pequenos lábios, vestíbulo e região pubiana, perineal, anal e interglútea. Os resultados histopatológicos das biópsias realizadas foram neoplasia intra-epitelial grau III no colo, vagina, vulva e ânus. O tratamento cirúrgico programado foi conizado a frio, exérese das lesões vaginais, vulvectomia superficial , exérese superficial das lesões na região pubiana e prega coxo-femoral à esquerda. Este caso nos mostra a necessidade do exame da vulva, vagina, colo do útero e canal anal e a importância na mudança do estilo de vida, como a interrupção do hábito de fumar.
Assuntos
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Neoplasias do Ânus / Neoplasias Vaginais / Neoplasias Vulvares / Neoplasia Intraepitelial Cervical Tipo de estudo: Relato de casos Idioma: Português Revista: Rev. saúde Dist. Fed Assunto da revista: Saúde Pública Ano de publicação: 2005 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Hospital Regional de Planaltina/BR / Hospital de Base do Distrito Federal/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Neoplasias do Ânus / Neoplasias Vaginais / Neoplasias Vulvares / Neoplasia Intraepitelial Cervical Tipo de estudo: Relato de casos Idioma: Português Revista: Rev. saúde Dist. Fed Assunto da revista: Saúde Pública Ano de publicação: 2005 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Hospital Regional de Planaltina/BR / Hospital de Base do Distrito Federal/BR
...