Your browser doesn't support javascript.
loading
Modificação técnica da coledocoduodenostomia látero-lateral - análise dos resultados / Analysis of the modified side - to - side choledochoduodenostomy
Moricz, André de; Campos, Tércio de; Rêgo, Ronaldo E. Carnut; Silva, Rodrigo Altenfelder; Fava, João; Pacheco Júnior, Adhemar M.
Afiliação
  • Moricz, André de; Santa Casa de São Paulo. Faculdade de Ciências Médicas. Departamento de Cirurgia. São Paulo. BR
  • Campos, Tércio de; Santa Casa de São Paulo. Faculdade de Ciências Médicas. Departamento de Cirurgia. São Paulo. BR
  • Rêgo, Ronaldo E. Carnut; Santa Casa de São Paulo. Faculdade de Ciências Médicas. São Paulo. BR
  • Silva, Rodrigo Altenfelder; Santa Casa de São Paulo. Faculdade de Ciências Médicas. Departamento de Cirurgia. São Paulo. BR
  • Fava, João; Santa Casa de São Paulo. Faculdade de Ciências Médicas. Departamento de Cirurgia. São Paulo. BR
  • Pacheco Júnior, Adhemar M; Santa Casa de São Paulo. Faculdade de Ciências Médicas. Departamento de Cirurgia. São Paulo. BR
Rev. Col. Bras. Cir ; 31(5): 324-331, set.-out. 2004. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-451159
Biblioteca responsável: BR1.1
RESUMO

OBJETIVO:

Avaliar se a oclusão do colédoco distal se mantém no decorrer do tempo, nos pacientes submetidos a coledocoduodenostomia látero lateral com oclusão do colédoco distal.

MÉTODO:

Foram analisados 14 doentes submetidos à coledocoduodenostomia látero-lateral modificada por Fava, para prevenir a "Síndrome do Colédoco Distal", tratados de coledocolitíase não complicada. Os doentes avaliados encontravam-se em pós-operatório que variou de três meses até dez anos após a derivação bílio-digestiva. Os doentes foram analisados do ponto de vista clínico através da classificação de Visick, submetidos à dosagem de transanimases (AST e ALT), enzimas canaliculares (gama-GT e fosfatase alcalina), bilirrubinas e ao exame de colangioressonância. Os doentes que apresentaram alguma alteração nos exames citados, foram submetidos à CPRE para avaliação definitiva da via biliar, identificação e tratamento de eventuais complicações da coledocoduodenostomia

RESULTADOS:

Em 11 doentes (78,6 por cento) foi identificada abertura da oclusão do colédoco distal. Quatro doentes com menos de um ano de pós-operatório; quatro, entre um e cinco anos; e três doentes com mais de cinco anos de coledocoduodenostomia. Três doentes (21,4 por cento) apresentaram "Sump Syndrome" no período de três meses, nove meses e oito anos de pós-operatório respectivamente, sendo tratados com sucesso através de papilotomia endoscópica.

CONCLUSÕES:

Nos doentes tratados de coledocolitíase não complicada a oclusão do colédoco distal na coledocoduodenostomia modificada por Fava et al, não se mantém patente no decorrer do tempo, não evitando o aparecimento da "Síndrome do Colédoco Distal".
ABSTRACT

BACKGROUND:

To evaluate if the occlusion of distal choledochal suture will remain occluded over time, in patients submitted to a side-to-side choledochoduodenostomy with a choledochal distal occlusion, a technical modification to prevent the "Sump Syndrome" (Fava et al, 1989).

METHODS:

Fourteen patients with a diagnosis of choledocholithiasis have been submitted to a side-to-side choledochoduodenostomy with a choledochal distal occlusion. Follow-up varied from three months up to ten years. These patients were evaluated for their clinical aspects under the Visick criteria. Blood screening tests for serum glutamicoxalacetic transaminases, serum glutamic-pyruvic transaminases, gama-GT, alkaline phosphatase and bilirubins were obtained. All of them have been further submitted to a resonance cholangiopancreatography. Those patients whose exams showed alterations were further submitted to an endoscopic-retrograde cholangio-pancreatography with a view towards the identification and treatment of eventual problems resultant from the choledochoduodenostomy as well as for definitive evaluation of the biliar tree.

RESULTS:

As verified, the distal choledochal suture had opened in 11 (78.6 percent) of the patients, of which four ocurred in less than one year after the surgery, four between one and five years and the remaining three after five years. Three patients (21.4 percent) presented the "Sump Syndrome" three months, nine months and five years after the surgery respectively. They have been successfuly treated by endoscopic sphyncterotomy.

CONCLUSION:

We conclude that in patients treated for choledocholithiasis without complications through choledochoduodenostomy modified by Fava et al, the distal choledochal suture does not remain occluded over time thus, not avoiding the "Sump Syndrome".
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Idioma: Português Revista: Rev. Col. Bras. Cir Assunto da revista: CIRURGIA GERAL Ano de publicação: 2004 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Santa Casa de São Paulo/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Idioma: Português Revista: Rev. Col. Bras. Cir Assunto da revista: CIRURGIA GERAL Ano de publicação: 2004 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Santa Casa de São Paulo/BR
...