Your browser doesn't support javascript.
loading
Indicadores de morbimortalidade hospitalar de tuberculose no Município de São Paulo / Indicators of tuberculosis morbimortality in hospitals in the city of São Paulo
Galesi, Vera Maria Neder; Almeida, Margarida Maria Mattos Brito de.
Afiliação
  • Galesi, Vera Maria Neder; Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. CCD. CVE. Divisão de tuberculose. BR
  • Almeida, Margarida Maria Mattos Brito de; Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Epidemiologia. BR
Rev. bras. epidemiol ; 10(1): 48-55, mar. 2007. graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-452087
Biblioteca responsável: BR67.1
RESUMO

INTRODUÇÃO:

O tratamento de tuberculose é realizado atualmente nos serviços ambulatoriais, ficando a internação recomendada para os casos de maior gravidade ou com problemas sociais. No Município de São Paulo, contudo ainda tem sido internado um número expressivo de doentes de tuberculose. OBJETIVO DO TRABALHO Estudar as características sociodemográficas e clínico-epidemiológicas dos doentes internados com tuberculose, residentes no Município de São Paulo em 2001.

METODOLOGIA:

Utilizando como fonte de dados o sistema de informação em tuberculose do Estado, (EPI - TB) programa de registro, acompanhamento e análise de notificações e dados de população do Deinfo/ SEMPLA e FIPE, foram calculados indicadores de morbimortalidade segundo variáveis existentes nas fichas de notificação dos doentes internados. RESULTADOS E DISCUSSÃO No município de S.Paulo, no ano de 2001, foram internados 2.473 doentes com tuberculose. O coeficiente de internação desses doentes foi de 23,5 casos por 100.000 habitantes, o coeficiente de mortalidade encontrado foi de 4,1 por 100.000 habitantes, tendo ocorrido 485 óbitos e sendo a taxa de letalidade de 17,4 por cento. A taxa de coinfecção Tb/HIV foi de 32,7 por cento entre os internados e de 12,5 por cento entre os não internados, indicando que a epidemia de Aids exerceu forte influência tanto na magnitude quanto na gravidade da situação desses doentes, sendo a maior letalidade (48,4 por cento) a da forma disseminada/miliar, com a maioria de casos em doentes HIV positivos. Entretanto, se excluirmos os casos dos portadores de HIV, a taxa de letalidade ainda se mantém alta, 15,1 por cento, mostrando também a gravidade da tuberculose.

CONCLUSÕES:

Os resultados mostraram indicadores com valores preocupantes, ficando evidente a importância do acompanhamento dos mesmos para monitorar a situação da tuberculose. RECOMENDAÇÕES As vigilâncias epidemiológicas municipais devem estabelecer fluxos e estratégias de acompanhamento...
ABSTRACT

INTRODUCTION:

The treatment of tuberculosis is currently carried out in outpatient health services and hospitalization is only recommended for the more severe cases or for those facing social problems. In São Paulo, however, a considerable number of tuberculosis patients are still hospitalized.

OBJECTIVE:

To study the socio-demographic and clinical-epidemiological characteristics of hospitalized tuberculosis patients in the city of São Paulo in 2001. SPECIFIC

OBJECTIVE:

To calculate tuberculosis morbimortality indicators for inpatients.

METHODS:

Indicators of morbimortality of inpatients were calculated taking as sources, data from the São Paulo state tuberculosis information system - (Epitb) registration program, and the follow-up and analysis of reports and population data from Deinfo/ SEMPLA and FIPE.

RESULTS:

A total of 2,473 tuberculosis patients were hospitalized in the city of São Paulo in 2001. The hospitalization rate for these patients was 23.5 per 100,000 inhabitants, and the mortality rate found was 4.1 per 100,000 inhabitants with 485 deaths, yielding a fatality rate of 17.4 percent.

DISCUSSION:

The TB/HIV co-infection rate was of 32.7 percent among inpatients and 12.5 percent among those not hospitalized, showing that the Aids epidemic has caused a considerable impact both in the magnitude and in the severity of the situation of hospitalized tuberculosis patients. The higher fatality rate (48.4 percent) is of disseminated / miliary tuberculosis, of which the majority occurs in HIV-positive patients. If, however, known HIV-positive cases are excluded, the fatality rate still remains high, i.e. 15 percent, showing that the severity of cases is not only due to co-infection.

CONCLUSIONS:

Taking all points into consideration, the indicators showed an alarming situation. RECOMMENDATION It is recommended that the epidemiological surveillance of municipalities establish flows and follow_up strategies for tuberculosis patients who...
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas / Doenças Neglicenciadas Tema em saúde: Objetivo 6: Sistemas de informação em saúde / Tuberculose Base de dados: LILACS Assunto principal: Tuberculose / Indicadores de Morbimortalidade Idioma: Português Revista: Rev. bras. epidemiol Assunto da revista: Epidemiologia / Saúde Pública Ano de publicação: 2007 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo/BR / Universidade de São Paulo/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas / Doenças Neglicenciadas Tema em saúde: Objetivo 6: Sistemas de informação em saúde / Tuberculose Base de dados: LILACS Assunto principal: Tuberculose / Indicadores de Morbimortalidade Idioma: Português Revista: Rev. bras. epidemiol Assunto da revista: Epidemiologia / Saúde Pública Ano de publicação: 2007 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo/BR / Universidade de São Paulo/BR
...