Your browser doesn't support javascript.
loading
Avaliação da qualidade de doces em massa tipo junino / Evaluation of the quality of candies in mass junino type
Freitas, Valéria Pereira da Silva; Brígido, Berenice Mandel; Mazon, Elaine Marra de Azevedo; Martini, Maria Helena; Passos, Maria Helena Castro Reis.
Afiliação
  • Freitas, Valéria Pereira da Silva; Instituto Adolfo Lutz. Campinas. BR
  • Brígido, Berenice Mandel; Instituto Adolfo Lutz. Campinas. BR
  • Mazon, Elaine Marra de Azevedo; Instituto Adolfo Lutz. Campinas. BR
  • Martini, Maria Helena; Instituto Adolfo Lutz. Campinas. BR
  • Passos, Maria Helena Castro Reis; Instituto Adolfo Lutz. Campinas. BR
Hig. aliment ; 20(141): 75-81, maio-jun. 2006. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-452146
Biblioteca responsável: BR526.1
RESUMO
O presente trabalho teve como objetivo avaliar a qualidade de doces em massa tipo junino quanto à identidade, através da pesquisa de elementos histológicos e corantes orgânicos artificiais, bem como em relação á presença de matérias estranhas e à rotulagem. Verificou-se que, de um total de 15 amostras, 9 ( 60 por cento) foram condenadas, sendo 9 devido à presença de corantes orgânicos artificiais, 1 por conter fungos filamentosos e 2 por rotulagem em desacordo com a legislação em vigor. Em 7 amostras foram detectadas matérias estranhas microscópicas, como inseto inteiro, fragmentos de insetos e ácaros, não classificados como vetores mecânicos prejudiciais à saúde humana. Embora não exista parâmetro legal para condenação, em 5 amostras foi constatada a presença de grãos de areia (não quantificados). Observou-se que todas as amostras condenadas continham corantes orgânicos artificiais, e que os quatro corantes detectados, utilizados tanto na forma individual quanto combinada, variavam conforme a marca comercial do produto. O Amarelo Crepúsculo foi o mais freqüente (23,3 por cento) , seguido do Ponceau 4R (13,3 por cento) e do Amarelo Tartrazina (10 por cento). A mistura de corantes apresentou a mesma freqüência de utilização (6,7 por cento). Em 6 (46,1 por cento) amostras declaradas na rotulagem como doce de batata foram encontrados corantes que conferiram ao produto coloração semelhante á do doce de abóbora, caracterizando fraude intencional. Outro tipo de fraude praticada pelos fabricantes, com a intenção de realçar a cor original do vegetal, foi observada em 44,4 por cento do total de amostras condenadas.
Assuntos
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Doces / Contaminação de Alimentos / Qualidade dos Alimentos / Ipomoea batatas / Cucurbita / Corantes de Alimentos Idioma: Português Revista: Hig. aliment Assunto da revista: Ciências da Nutrição Ano de publicação: 2006 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Instituto Adolfo Lutz/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Doces / Contaminação de Alimentos / Qualidade dos Alimentos / Ipomoea batatas / Cucurbita / Corantes de Alimentos Idioma: Português Revista: Hig. aliment Assunto da revista: Ciências da Nutrição Ano de publicação: 2006 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Instituto Adolfo Lutz/BR
...