Your browser doesn't support javascript.
loading
Doença de Legg-Calvé-Perthes Disease: correlação entre o tempo de evolução clínica e o respectivo aspecto radiográfico / Legg-Calve-Perthes disease: correlation between the time of clinical evolution and the corresponding radiographic aspect
Preuss, Antonio Osny.
Afiliação
  • Preuss, Antonio Osny; Universidade Federal do Paraná. Curitiba. BR
Rev. bras. ortop ; 41(11/12): 443-454, nov.-dez. 2006. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-453249
Biblioteca responsável: BR26.1
RESUMO

Objetivo:

Organizar um quadro radiográfico evolutivo natural da doença de Legg-Calvé-Perthes (DLCP), baseado no estudo de 185 quadris com comprometimento unilateral, virgens de tratamento na data da primeira consulta, com o propósito de correlacionar o respectivo tempo de evolução clínica com o aspecto radiográfico de cada uma das estruturas da articulação coxofemoral da criança, envolvidas no processo.

Métodos:

Os casos foram separados em três grupos etários grupo I menor de seis anos, grupo II de seis a 7,9 anos, grupo III maior de oito anos, de acordo com a data dos primeiros sintomas. Em cada grupo etário as radiografias foram reunidas, separadamente, por intervalo de tempo de evolução clínica de quatro em quatro meses, formando uma seqüência cronológica evolutiva. Em cada caso foram estudados vários aspectos radiográficos evolutivos osteoepífise (forma); condroepífise cupuliforme (ossificação encondral nas regiões suprafisial e metafisária); colo femoral (alargamento nas bordas medial e lateral) e acetábulo (concavidade).

Resultados:

EVOLUÇÃO RADIOGRÁFICA 1) DA FORMA DA OSTEOEPÍFISE. De zero a quatro meses a osteoepífise apresentou-se toda condensada, com forma simétrica com o lado oposto, ou com leve redução da altura, sem ôfragmentaçãoõ. O início da fragmentação surgiu no quinto mês. Nenhum caso estava completamente reconstituído com 25 meses e mais de evolução clínica. 2) REGIÃO SUPRAFISÁRIA. A neoformação óssea encondral na região suprafisária era inexistente na maioria dos casos, com zero a quatro meses de evolução. Dos cinco aos oito meses, havia predomínio de casos com pequenas condensações ôflousõ em localização medial, lateral e late-ral/medial. Dos nove aos 12 meses, a confluência dos núcleos ôflousõ era bem definida em 60% dos casos
Assuntos
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Evolução Clínica / Colo do Fêmur / Doença de Legg-Calve-Perthes / Acetábulo Limite: Humanos Idioma: Português Revista: Rev. bras. ortop Assunto da revista: Ortopedia Ano de publicação: 2006 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal do Paraná/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Evolução Clínica / Colo do Fêmur / Doença de Legg-Calve-Perthes / Acetábulo Limite: Humanos Idioma: Português Revista: Rev. bras. ortop Assunto da revista: Ortopedia Ano de publicação: 2006 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal do Paraná/BR
...