Your browser doesn't support javascript.
loading
Relação entre variáveis da composição corporal e densidade mineral óssea em mulheres idosas / Relationship between variables of body composition and mineral bone density in elder women
Chaves, Luciane Moreira; Gomes, Lucy; Oliveira, Ricardo Jacó de; Marques, Martim Bottaro.
Afiliação
  • Chaves, Luciane Moreira; Universidade Católica da Brasília. Brasília. BR
  • Gomes, Lucy; Universidade Católica da Brasília. Brasília. BR
  • Oliveira, Ricardo Jacó de; Universidade Católica da Brasília. Brasília. BR
  • Marques, Martim Bottaro; Universidade Católica da Brasília. Brasília. BR
Rev. bras. med. esporte ; 11(6): 352-356, nov.-dez. 2005. graf, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-453719
Biblioteca responsável: BR14.1
RESUMO
Na literatura, há controvérsias sobre a importância da massa corporal total (MCT), da massa magra (MM) e da massa gorda (MG) como determinantes da densidade mineral óssea (DMO) em mulheres idosas.

OBJETIVOS:

Determinar a relação da DMO com a MCT, MM e MG em mulheres idosas.

MÉTODOS:

Foram estudadas 97 mulheres com idade entre 60-70 anos e média de 66,41 ± 4,82 anos. Nenhuma participante fazia uso de hormônios ou qualquer outro medicamento que pudesse afetar o metabolismo ósseo, assim como não tinham o hábito de fumar ou de ingerir bebidas alcoólicas. A composição corporal e a DMO do colo femoral (CF) e da coluna lombar (CL) foram medidas através da DXA, um DPX-IQ lunar. As relações entre MCT, MM e MG e a DMO do CF e da CL foram realizadas separadamente, através da análise de regressão linear. A análise de regressão múltipla foi utilizada para determinar a contribuição da MCT, MM e MG sobre a DMO do CF e da CL.

RESULTADOS:

A MCT mostrou-se fortemente correlacionada com a DMO do CF e da CL (r = 0,54, p = 0,01 e r = 0,37, p = 0,01, respectivamente), do que a MG (r = 0,30, p = 0,01 e r = 0,19, p = 0,06, respectivamente) e MM (r = 0,44, p = 0,01 e r = 0,26, p = 0,05, respectivamente).

CONCLUSÃO:

A MCT e a MM foram os componentes corporais que mantiveram relação significativa com a DMO do CF e da CL. A MG mostrou correlação fraca com a DMO do CF e da CL, não sendo estatisticamente significativa neste último sítio. Assim, a MCT e a MM são, entre as variáveis da composição corporal, as que mais significativamente determinam a DMO em mulheres idosas.(AU)There are controversies in the literature as to the importance of the total body mass (TBM), lean mass (LM), and fat mass (FM) as determinant factors to the mineral bone density (MBD) in elder women.

PURPOSE:

To determine the relationship of the MBD to the TBM, LM and FM in elder women.

METHODS:

It was studied ninety-seven 60-70 years old women (mean 66.41 ± 4.82 years). None of the participants was using hormones or a...
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Composição Corporal / Envelhecimento / Perda de Peso / Densidade Óssea / Fatores Sexuais / Antropometria / Pós-Menopausa Limite: Feminino / Humanos Idioma: Português Revista: Rev. bras. med. esporte Assunto da revista: Medicina Esportiva Ano de publicação: 2005 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Católica da Brasília/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Composição Corporal / Envelhecimento / Perda de Peso / Densidade Óssea / Fatores Sexuais / Antropometria / Pós-Menopausa Limite: Feminino / Humanos Idioma: Português Revista: Rev. bras. med. esporte Assunto da revista: Medicina Esportiva Ano de publicação: 2005 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Católica da Brasília/BR
...