Your browser doesn't support javascript.
loading
Aumento do índice de massa corporal em relação a variáveis clínicas e laboratoriais quanto ao sexo em indivíduos sem evidências de cardiopatia / Gender-related associations of increased body mass index with clinical and laboratory variables in individuals with no evidence of heart disease
Araújo, Fernando; Yamada, Alice Tatsuko; Markus, Marcello Ricardo Paulista; Antelmi, Ivana; Latorre, Maria do Rosário Dias de Oliveira; Mansur, Alfredo José.
Afiliação
  • Araújo, Fernando; Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto do Coração. São Paulo. BR
  • Yamada, Alice Tatsuko; Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto do Coração. São Paulo. BR
  • Markus, Marcello Ricardo Paulista; Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto do Coração. São Paulo. BR
  • Antelmi, Ivana; Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto do Coração. São Paulo. BR
  • Latorre, Maria do Rosário Dias de Oliveira; Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto do Coração. São Paulo. BR
  • Mansur, Alfredo José; Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Instituto do Coração. São Paulo. BR
Arq. bras. cardiol ; 88(6): 624-629, jun. 2007. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-456725
Biblioteca responsável: BR1.1
RESUMO
FUNDAMENTO Na prática clínica, atendemos pacientes com diversos índices de massa corporal (IMC), desde pacientes com sobrepeso até pacientes obesos. Esse achado pode ser a única anormalidade clínica aparente.

OBJETIVO:

Avaliar as variáveis clínicas e laboratoriais associadas com aumento do IMC em mulheres e homens assintomáticos, sem qualquer indício de cardiopatia, a fim de obter dados para substanciar recomendações médicas, em uma amostra de estudo da nossa prática diária.

MÉTODOS:

Foram estudados indivíduos entre 14 e 74 anos de idade (média de 40,5 anos); 295 eram homens (43,1 por cento) e 389 eram mulheres (56,9 por cento). As relações entre IMC estratificado por sexo e as variáveis clínicas e laboratoriais foram analisadas por meio do coeficiente de correlação de Spearman e regressão linear múltipla.

RESULTADOS:

A média do IMC das mulheres (26,15 kg/m²) e dos homens (26,33 kg/m²) não apresentou diferença estatisticamente significante. No modelo de regressão linear múltipla, a relação colesterol total/fração HDL-colesterol (CT/HDL-C) (beta= 1,1320; p < 0,001) e a glicose sérica (beta= 0,0233; p = 0,023) foram independentemente correlacionadas com o IMC em mulheres. Nos homens, as variáveis que apresentaram correlação independente com o IMC foram a relação CT/HDL-C (beta= 0,793; p < 0,001) e a idade (beta = 0,0464; p = 0,030).

CONCLUSÃO:

Em mulheres e homens sem nenhum indício de cardiopatia, a relação CT/HDL-C aumentou com o IMC em ambos os sexos. Outros índices associados ao IMC foram glicose sérica nas mulheres e idade nos homens. As variáveis clínicas e laboratoriais associadas ao índice de massa corporal podem diferir quanto ao sexo.
ABSTRACT

BACKGROUND:

In clinical practice, the patients we care for display a wide range of body mass indices, from lean to obese. This finding may be the sole apparent clinical abnormality.

OBJECTIVE:

To evaluate clinical and laboratory variables that might be associated with increased body mass index in asymptomatic men and women with no evidence of heart disease, to provide data to substantiate medical recommendations in a study sample from our everyday practice.

METHODS:

The subjects aged 14 to 74 years (mean 40.6 years), 295 men (43.1 percent) and 389 women (56.9 percent) The associations between body mass index stratified by gender and clinical and laboratory variables were analyzed using the Spearman correlation coefficient and multiple linear regression.

RESULTS:

The mean body mass index (BMI) did not differ significantly between women (26.15 Kg/m²) and men (26.33 Kg/m²). In the multiple linear regression model, the ratios of total cholesterol/high-density lipoprotein cholesterol (TC/HDL-C) (beta = 1.1320; p < 0.001) and serum glucose (beta= 0.0233; p = 0.023) were independently correlated with body mass index in women. In men, the variables independently correlated with BMI were the TC/HDL-C (beta = 0.793; p < 0.001) and age (beta = 0.0464; p = 0.030).

CONCLUSION:

In men and women with no evidence of heart disease, TC/HDL-C increased with body mass index in both genders. Other indices associated with BMI included serum glucose in women and age in men. Clinical and laboratory variables associated with body mass index may differ in relation to gender.
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: Objetivo 7: Evidência e conhecimento em matéria de saúde Base de dados: LILACS Assunto principal: Glicemia / Índice de Massa Corporal / Colesterol Tipo de estudo: Síntese de evidências Limite: Adolescente / Adulto / Idoso / Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Revista: Arq. bras. cardiol Assunto da revista: Cardiologia Ano de publicação: 2007 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade de São Paulo/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: Objetivo 7: Evidência e conhecimento em matéria de saúde Base de dados: LILACS Assunto principal: Glicemia / Índice de Massa Corporal / Colesterol Tipo de estudo: Síntese de evidências Limite: Adolescente / Adulto / Idoso / Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Revista: Arq. bras. cardiol Assunto da revista: Cardiologia Ano de publicação: 2007 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade de São Paulo/BR
...