Your browser doesn't support javascript.
loading
Soroprevalência e fatores de risco à infecção por Toxoplasma gondii em gestantes de Pelotas, sul do Brasil / Seroprevalence and risk factors to Toxoplasma gondii infection in pregnant women of Pelotas, south of Brazil
Cademartori, Beatris Gonzalez; Farias, Nara Amélia da Rosa; Brod, Claudiomar Soares.
Afiliação
  • Cademartori, Beatris Gonzalez; Universidade Federal de Pelotas. Faculdade de Medicina. Hospital Universitário. BR
  • Farias, Nara Amélia da Rosa; Universidade Federal de Pelotas. Instituto de Biologia. Departamento de Microbiologia e Parasitologia. BR
  • Brod, Claudiomar Soares; Universidade Federal de Pelotas. Faculdade de Veterinária. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva. BR
Rev. panam. infectol ; 10(4): 30-35, oct.-dic. 2008. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-544932
Biblioteca responsável: BR31.1
RESUMO
A infecção congênita por Toxoplasma gondii pode causar as formas mais graves da doença em humanos, levando a abortos e malformações fetais. Os objetivos deste estudo foram avaliar a soroprevalência para T. gondii em gestantes e as associações entre essa soropositividade e a exposição a possíveis fatores de risco à infecção. Foi realizado um estudo transversal, com 425 gestantes que realizaram o pré-natal nas Unidades Básicas de Saúde de Pelotas (RS-Brasil), no período de maio a novembro de 2006. A técnica sorológica utilizada para a dosagem de anticorpos foi a quimioluminescência (Dpc® Immulite). A soroprevalência (IgG) entre as gestantes estudadas foi de 54,8% e não foram detectados anticorpos IgM para T. gondii. Constatou-se elevado desconhecimento da doença pelas gestantes entrevistadas, sobretudo quanto às possíveis fontes de infecção. Na análise dos fatores de risco, a soropositividade foi significativamente maior (p<0,05) em gestantes com idade mais elevada, que manuseiam carnes cruas, consomem vegetais crus, carnes cruas ou mal cozidas, leite cru não pasteurizado e têm contato direto com o solo. Através do modelo de regressão logística, essa associação foi confirmada para o consumo de carnes cruas ou mal cozida (OR=1,85) e o contato direto com o solo (OR=2,67). O consumo de água não tratada (OR=0,81), convívio com gatos (OR=0,98) e contato com seus dejetos (OR=0,47) não representaram risco de infecção para a população estudada. Os resultados obtidos indicam a necessidade da implantação de programas educativos com medidas de prevenção primária à infecção por T. gondii nessa comunidade, a fim de reduzir o risco da toxoplasmose congênita.
Assuntos
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: ODS3 - Saúde e Bem-Estar / Doenças Neglicenciadas Tema em saúde: Meta 3.3: Acabar com as doenças tropicais negligenciadas e combater as doenças transmissíveis / Zoonoses Base de dados: LILACS Assunto principal: Sorologia / Toxoplasmose / Fatores de Risco / Gestantes Tipo de estudo: Estudo de prevalência Limite: Gravidez País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Rev. panam. infectol Assunto da revista: Doenças Transmissíveis Ano de publicação: 2008 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Pelotas/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: ODS3 - Saúde e Bem-Estar / Doenças Neglicenciadas Tema em saúde: Meta 3.3: Acabar com as doenças tropicais negligenciadas e combater as doenças transmissíveis / Zoonoses Base de dados: LILACS Assunto principal: Sorologia / Toxoplasmose / Fatores de Risco / Gestantes Tipo de estudo: Estudo de prevalência Limite: Gravidez País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Rev. panam. infectol Assunto da revista: Doenças Transmissíveis Ano de publicação: 2008 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Pelotas/BR
...