Your browser doesn't support javascript.
loading
Amplitude de movimento, características de equipamento e freqüência de lesões em tenistas da categoria infanto-juvenil / Range of motion, equipment characteristics and injuries frequency in juvenile tennis players
Pereira, Hugo Maxwell; Takahashi, Ricardo Hisayoshi; Cardoso, Jefferson Rosa.
Afiliação
  • Pereira, Hugo Maxwell; Universidade Estadual de Londrina. Londrina. BR
  • Takahashi, Ricardo Hisayoshi; s.af
  • Cardoso, Jefferson Rosa; s.af
Fisioter. Bras ; 9(5): 333-337, set.-out. 2008.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-546588
Biblioteca responsável: BR1561.1
RESUMO
Os objetivos deste estudo foram verificar as amplitudes de movimento (ADM), as características da raquete e lesões em tenistas. Foram avaliados 182 tenistas da categoria infanto-juvenil em um estudo transversal. Os resultados não mostraram associações entre gênero, empunhadura, dominância, presença de lesões ou articulação lesionada. A correlação entre idade e tensão no encordoamento independente do gênero foi fraca, entretanto o encordoamento dos meninos apresentou maior tensão. Para a ADM, não houve diferença na comparação entre os gêneros. Contudo a flexão do punho não dominante (78° [1° quartil = 74° e 3° quartil = 84°] nos dois gêneros) é maior que a dominante (74° [68° e 80°] nos meninos e 76° [72° e 80°] nas meninas). A extensão do punho dominante nos homens é maior (78° [74° e 84°]) que o contralateral (74° [68° e 80°]), já nas meninas o inverso ocorre, a extensão do punho não dominante (74° [70° e 80°]) é maior que a dominante (70° [60° e 76°]). Para o cotovelo, ambos os gêneros apresentam maior ADM do lado não dominante (146° [142° e 150°] nos meninos e 148° [142° e 151°] nas meninas) comparado ao dominante (142° [139° e 146°] nos meninos e 144° [141° e 148°] nas meninas).
ABSTRACT
The aim of this study was to verify range of motion (ROM), racquet characteristics, hand dominance and injuries in tennis players. 182 tennis players from juvenile categories was evaluated in a cross sectional study. The results did not present associations between gender, racquet grip, hand dominance, injuries presence or injured joint. The correlation between age and racquet tension was weak independent of gender, however boys use a higher racquet tension. The comparison between gender ROM did not present differences, however the non-dominant hand has more flexion (78°[1° quartile = 74° and 3° quartile = 84°]) than dominant (74° [68° and 80°] to boys and 76° [72° and 80°] to girls). The dominant hand of males has more extension (78° [74° and 84°]) than non-dominant (74°[68° and 80°), but in females the non-dominant hand present more extension (74°[70° and 80°]) than dominant (70° [60° and 76°]). To the elbow, both genders present greater ROM of non-dominant side (146° [142° and 150°] to boys and 148° [142° and 151°] to girls) in comparison with dominant side (142° [139° and 146°] to boys and 144° [141° and 148°] to girls).
Assuntos
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Traumatismos em Atletas / Punho / Traumatismos do Punho / Esportes com Raquete / Tênis / Força da Mão / Movimento Tipo de estudo: Estudo de prevalência / Estudo de rastreamento Idioma: Português Revista: Fisioter. Bras Assunto da revista: MEDICINA FISICA E REABILITACAO Ano de publicação: 2008 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Estadual de Londrina/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Traumatismos em Atletas / Punho / Traumatismos do Punho / Esportes com Raquete / Tênis / Força da Mão / Movimento Tipo de estudo: Estudo de prevalência / Estudo de rastreamento Idioma: Português Revista: Fisioter. Bras Assunto da revista: MEDICINA FISICA E REABILITACAO Ano de publicação: 2008 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Estadual de Londrina/BR
...