Your browser doesn't support javascript.
loading
Tratamento pulpar indireto sem reabertura em dente permanente: acompanhamento de 36 meses / Indirect pulp treatment without re-entry in a permanent tooth: 36 months of follow-up
Simone, Giovanna Izola; Steiner Oliveira, Carolina; Braga, Mariana Minatel; Imparato, Jos? Carlos Pettorossi.
Afiliação
  • Simone, Giovanna Izola; Universidade de S?o Paulo. Faculdade de Odontologia. Departamento de Odontopediatria. S?o Paulo. BR
  • Steiner Oliveira, Carolina; Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Odontologia. Departamento de Odontopediatria. Piracicaba. BR
  • Braga, Mariana Minatel; Universidade de S?o Paulo. Faculdade de Odontologia. Departamento de Odontopediatria. S?o Paulo. BR
  • Imparato, Jos? Carlos Pettorossi; Universidade de S?o Paulo. Faculdade de Odontologia. Departamento de Odontopediatria. S?o Paulo. BR
RGO (Porto Alegre) ; 62(1)jan.-mar. 2014. ilus
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-712102
Biblioteca responsável: BR1.1
ABSTRACT
An alternative approach in the management of deep caries lesions is the indirect pulp treatment, without re-entry in the cavity. It has been shown that the complete removal of the carious dentin became unnecessary after the total tooth sealing, because the remaining microorganisms of the affected dentin would stop proliferating and/or die. This case report describes the management of a deep caries lesion of an 11-year-old girl with great coronary destruction in the left mandibular permanent first molar. Infected dentinal walls were excavated with manual instruments and the remainder affected dentin was filled with ionomer glass cement and composite resin. After 36 months of followup, no clinical and radiographic signs and symptoms of pulp damage were observed. In conclusion, the indirect pulp treatment was considered a good alternative for the treatment of deep caries lesions as it reduced the risk of pulp exposure by not reopening the cavity, saved the patient and the dentist clinical time and arrested the lesion progression with radiographic density increase and absence of any pain symptoms.
RESUMO
Um novo conceito cl?nico no tratamento de les?es de c?rie profunda ? o tratamento pulpar indireto sem reabertura da cavidade. Tem sido demonstrado que a remo??o completa da dentina cariada tornou-se desnecess?ria ap?s selamento total do dente, pois os microorganismosremanescentes da dentina afetada n?o se proliferariam ou morreriam. Este relato de caso descreve o tratamento de les?es de c?rie profunda de uma menina de 11 anos de idade com grande destrui??o coron?ria no primeiro molar permanente mandibular. As paredes dentin?rias infectadas foram removidas com instrumentos manuais e a dentina afetada remanescente foi preenchida com cimento de ion?mero de vidro e resina composta. Ap?s 36 meses de acompanhamento, n?o se observou nenhum sinal e sintoma cl?nico e radiogr?fico de dano pulpar. Em conclus?o, o tratamento pulpar indireto foi considerado uma boa alternativa para o tratamento de les?es de carie profunda, j? que reduziu o risco de exposi??o pulpar, devido a n?o reabertura da cavidade, economizou tempo cl?nico para o paciente e o dentista e paralisou a progress?o da les?o com aumento da densidade radiogr?fica e aus?ncia de qualquer sintomatologia dolorosa.
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Idioma: Português Revista: RGO (Porto Alegre) Assunto da revista: Odontologia Ano de publicação: 2014 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Estadual de Campinas/BR / Universidade de S?o Paulo/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Idioma: Português Revista: RGO (Porto Alegre) Assunto da revista: Odontologia Ano de publicação: 2014 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Estadual de Campinas/BR / Universidade de S?o Paulo/BR
...