Your browser doesn't support javascript.
Self-perceived health and clinical characteristics in young adult students from the brazilian northeast / Autopercepción de salud y características clínicas en estudiantes jóvenes adultos de una parte del interior del nordeste brasileño / Autopercepção de saúde e características clínicas em adultos jovens escolares de um interior do nordeste brasileiro
Rev. Esc. Enferm. USP ; 48(5): 794-803, 10/2014. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-730679
Biblioteca responsável: BR1.1
ABSTRACT
Objective To analyze the association between socioeconomic situation, clinical characteristics referred and the family history of cardiovascular disease, with the Self-perceived health of young adults education and their implications for clinical characteristics observed. Method Analytical study conducted with 501 young adults who are students in countryside city in the Brazilian Northeast. We used binary logistic regression. Results The final model explained 83.3% of the self-perceived positive health, confirming the association of Self-perceived health with male, residence in the community, have excellent/very good lifestyle and does not have or do not know that there are cases of stroke in the family. Conclusion Health perception was often optimistic, being important to identify devices to be worked closer to their perception of their actual health condition, increasing the effectiveness of health promotion activities undertaken by professionals. .
RESUMEN
Objetivo Analizar la asociación entre la situación socioeconómica, los rasgos clínicos mencionados y los antecedentes de enfermedad cardiovascular familiar, con la autopercepción de la salud de estudiantes adultos jóvenes y sus implicaciones en las características clínicas observadas. Método Estudio analítico desarrollado con 501 estudiantes jóvenes adultos de una parte del interior del Nordeste brasileño. Se utilizó la regresión logística binaria. Resultados El modelo final explicó el 83,3% de la autopercepción de salud positiva, confirmando la asociación de la Autopercepción de salud con sexo masculino, vivienda en comunidad, tener estilo de vida excelente/muy bueno y no tener o no saber que hay casos de AVC en la familia. Conclusión La percepción de salud a menudo fue optimista, necesitándose identificar los dispositivos que se deben trabajar para acercar la percepción de su real condición de salud, incrementando la efectividad de las acciones de promoción de la salud desarrolladas por los profesionales. .
RESUMO

Objetivo:

Analisar a associação entre a situação socioeconômica, as características clínicas referidas e o histórico de doença cardiovascular familiar, com a Autopercepção da saúde de escolares adultos jovens e suas implicações nas características clínicas observadas.

Método:

Estudo analítico desenvolvido com 501 adultos jovens escolares de um interior do Nordeste brasileiro. Utilizou-se a regressão logística binária.

Resultados:

O modelo final explicou 83,3% da autopercepção de saúde positiva, confirmando associação da Autopercepção de saúde com sexo masculino, moradia em comunidade, ter estilo de vida excelente/muito bom e não ter ou não saber que tem casos de AVC na família.

Conclusão:

A percepção de saúde muitas vezes foi otimista, necessitando-se identificar os dispositivos a serem trabalhados para aproximar a sua percepção de sua real condição de saúde, aumentando a eficácia das ações de promoção da saúde desenvolvidas pelos profissionais. 
.
Assuntos

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Autoimagem / Nível de Saúde Aspecto clínico: Etiologia Limite: Feminino / Humanos / Masculino País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Inglês Revista: Rev. Esc. Enferm. USP Assunto da revista: Enfermagem Ano de publicação: 2014 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: State University of Ceará/BR