Your browser doesn't support javascript.
The (un)receptive experiences of female rape victims who seek healthcare services / Vivencia De (Des)Acogimiento Por Mujeres Víctimas De Estupro Que Buscan Los Servicios De Salud / Vivência de (des)acolhimento por mulheres vítimas de estupro que buscam os serviços de saúde
Rev. Esc. Enferm. USP ; 49(2): 193-200, Mar-Apr/2015.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-746218
Biblioteca responsável: BR1.1
ABSTRACT
OBJECTIVE To know the structure and functioning of healthcare services from the perspective of women who have suffered rape. METHOD A qualitative study conducted with 11 women who experienced rape, monitored in a maternity in the state of Alagoas, Brazil. Data were systematically based on content analysis. RESULTS It allowed for understanding the path taken by women in search of support from health services, as well as the limitations and capabilities of these services. CONCLUSION The assistance received in healthcare services leans towards a revictimization process of women who already carry trauma from the rape. It is necessary to reflect about care practices aimed at sexually victimized women. .
RESUMEN
OBJETIVO Conocer la estructura y el funcionamiento de los servicios de salud a partir del relato de mujeres que sufrieron estupro. MÉTODO Estudio cualitativo realizado con 11 mujeres con historia de estupro, acompañadas en una maternidad del Estado de Alagoas, Brasil. Los datos fueron sistematizados con base en el análisis de contenido. RESULTADOS Permitieron comprender el camino recorrido por la mujer en la búsqueda de apoyo junto a los servicios de salud, así como las limitaciones y potencialidades de esos. CONCLUSIÓN La atención recibida en los servicios de salud favorece un proceso de revictimización de la mujer, quien ya carga los traumas provenientes del estupro. Es necesario hacer una reflexión acerca de las prácticas de cuidado dirigidas a las mujeres victimadas sexualmente. .
RESUMO
OBJETIVO Conhecer a estrutura e o funcionamento dos serviços de saúde a partir da fala de mulheres que vivenciaram o estupro. MÉTODO Estudo qualitativo realizado com 11 mulheres com história de estupro, acompanhadas em uma maternidade no estado de Alagoas, Brasil. Os dados foram sistematizados com base na análise de conteúdo. RESULTADOS Permitiram compreender o caminho percorrido pela mulher na busca de apoio junto aos serviços de saúde, bem como as limitações e potencialidades destes. CONCLUSÃO O atendimento recebido nos serviços de saúde favorece um processo de revitimização da mulher, que já carrega os traumas provenientes do estupro. Faz-se necessário refletir acerca das práticas de cuidado direcionadas às mulheres vitimadas sexualmente. .
Assuntos

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Estupro / Aceitação pelo Paciente de Cuidados de Saúde / Satisfação do Paciente Limite: Feminino / Humanos Idioma: Inglês Revista: Rev. Esc. Enferm. USP Assunto da revista: Enfermagem Ano de publicação: 2015 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Alagoas/BR