Your browser doesn't support javascript.
loading
Psicologia nas emergências: uma nova prática a ser discutida / Psychological emergencies: a new practice to be discussed / Psicología en las emergencias: una nueva práctica a ser discutida
Paranhos, Mariana Esteves; Werlang, Blanca Susana Guevara.
Afiliação
  • Paranhos, Mariana Esteves; Pontifícia Universidade Católicado Rio Grande do Sul. Porto Alegre. BR
  • Werlang, Blanca Susana Guevara; Pontifícia Universidade Católicado Rio Grande do Sul. Porto Alegre. BR
Psicol. ciênc. prof ; 35(2): 557-571, Apr-Jun/2015.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-749818
Biblioteca responsável: BR1.1
RESUMO
Desastres e emergências são eventos desencadeadores de estresse pela exposição a um perigo imediato à integridade física e emocional das pessoas envolvidas, requerendo assim ações imediatas. A Psicologia foi convidada a compor a resposta a tais contextos, devendo, portanto apropriar-se dos pilares que norteiam as intervenções em emergências, delimitando os objetivos e o conhecimento necessário para tal. O objetivo desta revisão da literatura foi identificar os pressupostos epistemológicos desta prática inovadora a partir da busca em artigos científicos, capítulos de livros e resumos de eventos científicos. Apresenta-se um breve histórico sobre o tema e o panorama atual na America Latina e no Brasil. Discute-se os propósitos da Teoria da Crise, Intervenção em Crise, aliado às ideias postuladas pela Psicologia Positiva. As intervenções calcadas nestes alicerces partem da suposição de que pessoas possuem habilidades para superação de forma positiva dos efeitos da crise, e seu foco é na prevenção do crescimento positivo e da deterioração psicológica, que será facilitada pelo apoio social provido por instituições que potencializem a capacidade autoeficiente dos sobreviventes. A intervenção mais amplamente proposta são os primeiros auxílios emocionais (PAE). A atenção a pessoas que experimentam fatos favoráveis a incapacitações físicas e psicológicas se tornará mais comum, considerando a realidade contemporânea, e a Psicologia deve prover assistência visando fortalecer habilidades de enfrentamento em situações críticas...
ABSTRACT
Disasters and emergencies are stressful situations because of exposure to an imminent danger to the physical and emotional integrity of those involved, requiring immediate action. Psychology was considered to decipher answers to such contexts and therefore must own the pillars that guide interventions in emergency situations, setting goals and specifying the required knowledge. The goal of this literature review was to identify the epistemological assumptions of this innovative practice through a survey of scientific articles, book chapters, and abstracts of scientific events. A brief history on the subject is presented along with the current situation in Latin America and Brazil. The purposes of the Theory of Crisis and Crisis Intervention, allied to the ideas postulated by Positive Psychology, are also discussed. Interventions based on these foundations assume that people have skills to positively overcome the effects of the crisis, and the focus is on prevention of positive growth and psychological distress, which will be facilitated by social support provided by institutions that strengthen the survivors' ability to effectively help themselves. Psychological first aid is a widely proposed intervention. Caring for people who experience situations involving physical and psychological distress will become more common, considering contemporary reality, and Psychology should provide assistance aimed at strengthening coping skills in critical situations...
RESUMEN
Desastres y emergencias son situaciones de gran tensión por su exposición a un peligro inminente para la integridad física y emocional de los involucrados, por lo que requiere una acción inmediata. La Psicología fue invitada a componer la respuesta en tales contextos, y por lo tanto debe tener la propiedad de los pilares que rigen las intervenciones en situaciones de emergencia, la definición de los objetivos y los conocimientos requeridos para hacerlo. El objetivo de esta revisión de la literatura fue identificar los supuestos epistemológicos de esta práctica innovadora a través de la búsqueda de artículos científicos, capítulos de libros y resúmenes de eventos científicos. Primero se presenta una breve historia del tema y la situación actual en América Latina y Brasil. Se analizan los propósitos de la Teoría de la Crisis, Intervención en Crisis, aliado a las ideas postuladas por la Psicología Positiva. Las intervenciones basadas en estos conceptos parten del supuesto de que las personas tienen habilidades para superar de forma positiva los efectos de la crisis y la atención se centra en la prevención de un crecimiento positivo y el deterioro psicológico, que será facilitada por el apoyo social próvido por instituciones que fomenten la capacidad autosuficiente de los sobrevivientes. La intervención más ampliamente propuesta es a través de los Primeros Auxilios Psicológicos (PAE). La atención a las personas que sufren hechos favorables a problemas físicos y psicológicos se vuelven más comunes, teniendo en cuenta la realidad contemporánea, y la psicología debe prestar asistencia a fin de fortalecer las habilidades de afrontamiento en situaciones críticas...
Assuntos


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Medicina do Comportamento / Encenação / Intervenção na Crise Tipo de estudo: Pesquisa qualitativa Limite: Humanos Idioma: Português Revista: Psicol. ciênc. prof Assunto da revista: Psicologia Ano de publicação: 2015 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Pontifícia Universidade Católicado Rio Grande do Sul/BR

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Medicina do Comportamento / Encenação / Intervenção na Crise Tipo de estudo: Pesquisa qualitativa Limite: Humanos Idioma: Português Revista: Psicol. ciênc. prof Assunto da revista: Psicologia Ano de publicação: 2015 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Pontifícia Universidade Católicado Rio Grande do Sul/BR
...