Your browser doesn't support javascript.
loading
Aspergillosis of the nose and paranasal sinuses: a review of 54 cases
Cardoso, Isabel Cristina Espíndola; Oliveira, Flávio de Mattos; Severo, Cecília Bittencourt; Spader, Mariana Lunardi; Araújo, Elizabeth; Hochhegger, Bruno; Irion, Klaus Loureiro; Severo, Luiz Carlos.
Afiliação
  • Cardoso, Isabel Cristina Espíndola; Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Porto Alegre. BR
  • Oliveira, Flávio de Mattos; Irmandade Santa Casa de Misericórdia. Hospital Santa Rita. Laboratório de Micologia. Porto Alegre. BR
  • Severo, Cecília Bittencourt; Irmandade Santa Casa de Misericórdia. Hospital Santa Rita. Porto Alegre. BR
  • Spader, Mariana Lunardi; Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre. BR
  • Araújo, Elizabeth; Hospital Moinhos de Vento. Núcleo de Otorrinolaringologia. Porto Alegre. BR
  • Hochhegger, Bruno; Irmandade Santa Casa de Misericórdia. Porto Alegre. BR
  • Irion, Klaus Loureiro; Liverpool University. Liverpool Heart and Chest Hospital. Department of Tropical Medicine. Liverpool. GB
  • Severo, Luiz Carlos; Irmandade Santa Casa de Misericórdia. Hospital Santa Rita. Laboratório de Micologia. Porto Alegre. BR
Rev. patol. trop ; 44(1): 13-19, 2015. ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-758561
Biblioteca responsável: BR15.1
ABSTRACT
Aspergillus species are considered opportunistic fungi of increasing clinical importance. Informationregarding extrapulmonary involvement is scarce. The aim of this study was to isolate the differentspecies of Aspergillus from patients with rhinosinusitis. A retrospective study was conducted ina university hospital in Porto Alegre, Brazil (1986–2014). For mycological diagnoses, paranasaltissue obtained at surgery was subjected to histopathology examination and sent for fungal cultures.Of the 54 samples analyzed, 32 were diagnosed positive by culture. The underlying causes ofimmunodeficiency were six with transplantation (three bone marrow,two lung, one kidney) andtwo with hematological disease (one bone marrow neoplasia and two leukemia). In the presentstudy, the clinical manifestations of rhinosinusitis aspergillosis were 20 allergic reactions, 20fungus balls, and 14 acute invasive cases. The species isolated from the 54 samples were Aspergillusfumigatus (n=14); A. flavus (n=6); A. niger (n=2); A. terreus (n=1); A. fischeri (n=1); and Aspergillussp., (n=3). Two concomitant species of Aspergillus were observed in two patients A. fumigatus andA. flavus; and A. fumigatus and A. niger. In four patients, Aspergillus was associated with other fungi. These were A. flavus and Fusarium, A. fumigatus and Rhyzopus, A. flavus and Mucorales, and Aspergillus sp. and Mucorales. The most common species of Aspergillus that were responsiblefor paranasal sinus infections were A. fumigatus, A. flavus, and A. niger...
RESUMO
Espécies de Aspergillus são considerados fungos oportunistas de crescente importância clínica.Informações sobre o envolvimento extrapulmonar é escassa. O objetivo deste estudo foi isolaras diferentes espécies de Aspergillus em pacientes com rinossinusite. Um estudo retrospectivofoi realizado em um hospital universitário em Porto Alegre, Brasil (1986-2014). Para diagnósticomicológico, tecido paranasais obtido no momento da cirurgia foi submetido a exame histopatológicoe encaminhados para cultivos de fungos. Das 54 amostras analisadas, 32 foram diagnosticados pelocultivo positivo. As causas subjacentes da imunodeficiência foram seis com transplante (medulaóssea, três, pulmão, dois; rim, um) e dois com doenças hematológicas (neoplasia osso estreito,um; leucemia, duas). No presente estudo, as manifestações clínicas de rinossinusite aspergilarforam alérgica, 20; bolas fúngica, 20; e aguda invasiva, 14. As espécies fúngicas isoladas foramAspergillus fumigatus, 14; A. flavus, seis; A. niger, dois; A. terreus, um; A. fischeri, um; e Aspergillussp., três. Duas espécies de Aspergillus concomitantes foram observadas em dois pacientes A.fumigatus e A. flavus; e A. fumigatus e A. niger. Em quatro pacientes, Aspergillus foi associado comoutros fungos A. flavus e Fusarium, um; A. fumigatus e Rhyzopus, um; A. flavus e Mucorales, um; eAspergillus sp. e Mucorales, um. Os isolados mais comuns de Aspergillus que são responsáveis porinfecções dos seios paranasais são A. fumigatus, A. flavus e A. niger...
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Aspergilose / Aspergilose Broncopulmonar Alérgica / Aspergillus flavus / Aspergillus fumigatus / Aspergillus niger Limite: Humanos Idioma: Inglês Revista: Rev. patol. trop Assunto da revista: Medicina Tropical / Patologia Ano de publicação: 2015 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil / Reino Unido Instituição/País de afiliação: Hospital Moinhos de Vento/BR / Irmandade Santa Casa de Misericórdia/BR / Liverpool University/GB / Universidade Federal do Rio Grande do Sul/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Aspergilose / Aspergilose Broncopulmonar Alérgica / Aspergillus flavus / Aspergillus fumigatus / Aspergillus niger Limite: Humanos Idioma: Inglês Revista: Rev. patol. trop Assunto da revista: Medicina Tropical / Patologia Ano de publicação: 2015 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil / Reino Unido Instituição/País de afiliação: Hospital Moinhos de Vento/BR / Irmandade Santa Casa de Misericórdia/BR / Liverpool University/GB / Universidade Federal do Rio Grande do Sul/BR
...