Your browser doesn't support javascript.
loading
Prevalência de transtorno mental e comportamental em policias militares/SC, em licença para tratamento de saúde / Prevalence of mental and behavioral disorders in military police of Santa Catarina / Prevalencia de los trastornos mentales y del comportamiento en policías militares/SC con licencia para cuidado de la salud
Lima, Fabíola Polo de; Blank, Vera Lúcia Guimarães; Menegon, Fabricio Augusto.
Afiliação
  • Lima, Fabíola Polo de; s.af
  • Blank, Vera Lúcia Guimarães; Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis. BR
  • Menegon, Fabricio Augusto; Universidade Federal de Santa Catarina. Departamento de Saúde Pública. Florianópolis. BR
Psicol. ciênc. prof ; 35(3): 824-840, jul.-set. 2015. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-760472
Biblioteca responsável: BR1552.1
RESUMO
Este estudo estimou a prevalência de Transtorno Mental e Comportamental (TMC) em Policiais Militares em Licença para Tratamento de Saúde (LTS), da região metropolitana de Florianópolis/SC, casos notificados pela Junta Médica. Caracteriza-se como transversal descritivo, cuja variável dependente é o TMC, categorizado em sim e não. As variáveis exploratórias referem-se às características demográficas (sexo, faixa etária) e ocupacionais (tempo de serviço, batalhão de atuação, graduação/posto e hierarquia). As análises univariadas incluíram frequências relativas e absolutas, utilizando o teste do Qui-Quadrado, teste do qui-quadrado para tendência e o Fisher Exact. Para verificar a associação de TMC com as variáveis exploratórias, foram construídos modelos de regressão logística multivariada e hierárquica. Foram testadas as associações entre as variáveis dependentes e cada uma das variáveis independentes por meio do Teste do Qui-Quadrado de Pearson (χ2). Sexo e hierarquia entraram na modelagem. A análise verificou prevalência de TMC de 24% e fator de associação positiva com TMC e hierarquia. Os resultados demonstram alta prevalência de licença para tratamento de saúde por TMC e dados que sugerem estudos mais específicos para fundamentar estratégias de prevenção e enfrentamento ao TMC, buscando preservar e melhorar a saúde psicológica desta categoria profissional.
ABSTRACT
This study estimated the prevalence of Mental and Behavioral Disorders (MBD) in military police for the License for Health Care (LHC) in the metropolitan region of Florianópolis/SC, cases registered by the Police Medical Board. For this study, the dependent variable was MBD and categorized as yes or no. Independent variables refer to demographic characteristics (gender, age) and occupational (service time, as battalion, graduation/post and hierarchy). The univariate analysis included absolute and relative frequencies, the chi-square test, the chi-square test for trends, and Fisher's Exact. To investigate the association of MBD with the individual characteristics, multivariate and hierarchical logistic models were created. Associations between the dependent variables and each of the independent variables through the Pearson chi-square test (χ2) were investigated. The model included sex and hierarchy. The analysis found the prevalence of Mental and Behavioral Disorders to be 24% and positive association factor between MBD and hierarchy. The results indicate a high prevalence of sick leave treatment for MBD and additional data which suggest that more specific studies are needed to support prevention strategies and coping of MBD, to preserve and improve the psychological health of this profession.
RESUMEN
Este estudio estima la prevalencia de trastornos mentales y del comportamiento (TMC) en la Policía Militar con Licencia para el Cuidado de la Salud (LTS), de la región metropolitana de Florianópolis/SC, casos reportados por la Junta Médica. Se caracteriza por ser transversal descriptivo, cuya variable dependiente es el TMC, categorizado como sí y no. Las variables exploratorias se refieren a las características demográficas (sexo, edad) y (tiempo de servicio, en calidad de batallón, graduación/post y jerarquía) ocupacional. El análisis univariado incluyó frecuencias absolutas y relativas, mediante la prueba de chi cuadrado, prueba de chi-cuadrado para la tendencia y Fisher exacta. Para comprobar la asociación TMC con las variables explicativas se construyeron modelos de regresión logística multivariada y jerárquica. Se evaluaron las asociaciones entre las variables dependientes y cada una de las variables independientes a través de la prueba de chi-cuadrado de Pearson (χ2). El sexo y la jerarquía entraron en el modeloo. El análisis encontró prevalencia de TMC de 24% y factor de asociación positiva con TMC y jerarquía. Los resultados muestran una alta prevalencia de licencia para tratamiento de la salud por TMC y datos que sugieren estudios más específicos para apoyar las estrategias de prevención y enfrentamiento de TMC, tratando de preservar y mejorar la salud psicológica de esta categoría profesional.
Assuntos

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Saúde Mental / Prevalência / Saúde do Trabalhador / Polícia Tipo de estudo: Estudo de prevalência / Estudo de rastreamento Limite: Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Revista: Psicol. ciênc. prof Assunto da revista: Psicologia Ano de publicação: 2015 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Santa Catarina/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Saúde Mental / Prevalência / Saúde do Trabalhador / Polícia Tipo de estudo: Estudo de prevalência / Estudo de rastreamento Limite: Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Revista: Psicol. ciênc. prof Assunto da revista: Psicologia Ano de publicação: 2015 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Santa Catarina/BR
...