Your browser doesn't support javascript.
loading
Fluid therapy for septic shock resuscitation: which fluid should be used? / Fluidoterapia para a ressuscitação no choque séptico: qual tipo de fluido deve ser utilizado?
Corrêa, Thiago Domingos; Rocha, Leonardo Lima; Pessoa, Camila Menezes Souza; Silva, Eliézer; Assuncao, Murillo Santucci Cesar de.
Afiliação
  • Corrêa, Thiago Domingos; Hospital Israelita Albert Einstein. São Paulo. BR
  • Rocha, Leonardo Lima; Hospital Israelita Albert Einstein. São Paulo. BR
  • Pessoa, Camila Menezes Souza; Hospital Israelita Albert Einstein. São Paulo. BR
  • Silva, Eliézer; Hospital Israelita Albert Einstein. São Paulo. BR
  • Assuncao, Murillo Santucci Cesar de; Hospital Israelita Albert Einstein. São Paulo. BR
Einstein (Säo Paulo) ; 13(3): 462-468, July-Sep. 2015. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-761942
Biblioteca responsável: BR1.1
ABSTRACT
Early resuscitation of septic shock patients reduces the sepsis-related morbidity and mortality. The main goals of septic shock resuscitation include volemic expansion, maintenance of adequate tissue perfusion and oxygen delivery, guided by central venous pressure, mean arterial pressure, mixed or central venous oxygen saturation and arterial lactate levels. An aggressive fluid resuscitation, possibly in association with vasopressors, inotropes and red blood cell concentrate transfusion may be necessary to achieve those hemodynamic goals. Nonetheless, even though fluid administration is one of the most common interventions offered to critically ill patients, the most appropriate type of fluid to be used remains controversial. According to recently published clinical trials, crystalloid solutions seem to be the most appropriate type of fluids for initial resuscitation of septic shock patients. Balanced crystalloids have theoretical advantages over the classic solutions, but there is not enough evidence to indicate it as first-line treatment. Additionally, when large amounts of fluids are necessary to restore the hemodynamic stability, albumin solutions may be a safe and effective alternative. Hydroxyethyl starches solutions must be avoided in septic patients due to the increased risk of acute renal failure, increased need for renal replacement therapy and increased mortality. Our objective was to present a narrative review of the literature regarding the major types of fluids and their main drawbacks in the initial resuscitation of the septic shock patients.
RESUMO
A ressuscitação precoce de pacientes com choque séptico tem o potencial de reduzir sua morbidade e mortalidade. Os objetivos principais da ressuscitação no choque séptico incluem expansão volêmica, manutenção da perfusão tecidual e da oferta de oxigênio para os tecidos, guiados pela pressão venosa central, pressão arterial média, saturação venosa mista ou central de oxigênio e lactato arterial. Uma ressuscitação agressiva com fluidos, possivelmente em associação com vasopressores, inotrópicos e transfusão de concentrado de hemácias, pode ser necessária para atingir estes objetivos hemodinâmicos. Todavia, embora a administração de fluidos seja uma das intervenções mais comumente realizada em pacientes graves, o tipo de fluido mais apropriado para ser utilizado permanece controverso e incerto. De acordo com os estudos clínicos mais recentes, os cristaloides são os fluidos de escolha para serem utilizados na ressuscitação inicial de pacientes com choque séptico. As soluções cristaloides balanceadas possuem vantagens teóricas em relação as não balanceadas, porém ainda não há evidências suficientes para indicá-las como tratamento de primeira escolha. Além disso, albumina humana parece ser uma alternativa segura e efetiva quando grandes quantidades de fluidos são necessárias para o restabelecimento da estabilidade hemodinâmica. O uso de soluções de hidroxetilamido deve ser evitado em pacientes sépticos, devido ao maior risco de desenvolvimento de insuficiência renal aguda, necessidade de terapia de substituição renal e aumento de mortalidade. O objetivo deste estudo foi apresentar uma revisão narrativa da literatura sobre os principais tipos de fluidos e os problemas mais importantes na ressuscitação inicial de pacientes com choque séptico.
Assuntos

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: Objetivo 7: Evidência e conhecimento em matéria de saúde Base de dados: LILACS Assunto principal: Choque Séptico / Hidratação Limite: Humanos Idioma: Inglês Revista: Einstein (Säo Paulo) Assunto da revista: Medicina Ano de publicação: 2015 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Hospital Israelita Albert Einstein/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: Objetivo 7: Evidência e conhecimento em matéria de saúde Base de dados: LILACS Assunto principal: Choque Séptico / Hidratação Limite: Humanos Idioma: Inglês Revista: Einstein (Säo Paulo) Assunto da revista: Medicina Ano de publicação: 2015 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Hospital Israelita Albert Einstein/BR
...