Your browser doesn't support javascript.
loading
THE POWER OF THE SMALL: THE EXAMPLE OF Paracoccidioides brasiliensis CONIDIA / O poder do pequeno: o exemplo dos conídios do Paracoccidioides brasiliensis
RESTREPO, Angela; CANO, Luz Elena; GONZALEZ, Ángel.
Afiliação
  • RESTREPO, Angela; Corporación para Investigaciones Biológicas. CO
  • CANO, Luz Elena; Corporación para Investigaciones Biológicas. CO
  • GONZALEZ, Ángel; Corporación para Investigaciones Biológicas. CO
Rev. Inst. Med. Trop. Säo Paulo ; 57(supl.19): 5-10, Sept. 2015. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-762050
Biblioteca responsável: BR1.1
ABSTRACT
SUMMARYResearch on Paracoccidioides brasiliensis has centered in the yeast cell probably because of the lack of distinctive features in the mycelium. In 1942 and for the first time, lateral conidia were noticed in the fungus' hyphae. Later on, Brazilian, Venezuelan and Argentinean researchers described "aleurias" when the fungus was grown in natural substrates. In 1970 authors became interested in the conidia and were able to obtain them in large numbers and treat them as individual units. Their shape and size were defined and the presence of all the elements of a competent eukaryotic cell were demonstrated. Conidia exhibited thermal dimorphism and, additionally, when given intranasally to BALB/c male mice, they converted into yeasts in the lungs and produce progressive pulmonary lesions with further dissemination to other organs. Studies on the phagocyte-conidia interaction were revealing and showed that these versatile structures allow a better understanding of the host- P. brasiliensisinteractions.
RESUMO
RESUMOA investigação sobre Paracoccidioides brasiliensis tem-se centrado na célula de levedura, provavelmente devido à falta de características distintas no micélio. Em 1942 e, pela primeira vez, conídios laterais foram notados nos hifas dos fungos. Mais tarde, pesquisadores brasileiros, venezuelanos e argentinos descreveram "aleurias" quando o fungo foi cultivado em substratos naturais. Em 1970, os autores se interessaram pelos conídios e foram capazes de obtê-los em grande número e tratá-los como unidades individuais. A sua forma e tamanho foram definidos, e a presença de todos os elementos de uma célula eucariótica competente foram demonstrados. Conídios apresentam dimorfismo térmico e, além disso, quando administrados por via intranasal a camundongos BALB/c machos, são convertidos em leveduras nos pulmões e produzem lesões pulmonares progressivas com posterior disseminação para outros órgãos. Estudos sobre a interação de fagócitos-conídios foram reveladores e mostraram que estas estruturas versáteis permitem melhor compreensão das interacções entre hospedeiro e P. brasiliensis.
Assuntos

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Paracoccidioides / Paracoccidioidomicose / Esporos Fúngicos / Interações Hospedeiro-Patógeno / Pneumopatias Fúngicas Limite: Animais País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Inglês Revista: Rev. Inst. Med. Trop. Säo Paulo Assunto da revista: Medicina Tropical Ano de publicação: 2015 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Colômbia Instituição/País de afiliação: Corporación para Investigaciones Biológicas/CO

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Paracoccidioides / Paracoccidioidomicose / Esporos Fúngicos / Interações Hospedeiro-Patógeno / Pneumopatias Fúngicas Limite: Animais País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Inglês Revista: Rev. Inst. Med. Trop. Säo Paulo Assunto da revista: Medicina Tropical Ano de publicação: 2015 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Colômbia Instituição/País de afiliação: Corporación para Investigaciones Biológicas/CO
...