Your browser doesn't support javascript.
loading
Prevalencia de accidentes en el hogar en niños y factores de riesgo asociados / Prevalence of home accidents in children and associated risk factors / Prevalência de acidentes no lar de crianças e fatores de risco associados
Medina-Gómez, O.S..
Afiliação
  • Medina-Gómez, O.S.; Instituto Mexicano del Seguro Social. Unidad de Medicina Familiar No. 15. Departamento de Epidemiología. México. MX
Enferm. univ ; 12(3): 116-121, jul.-sep. 2015. tab
Artigo em Espanhol | LILACS-Express | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-762792
Biblioteca responsável: MX1.1
RESUMEN
ObjetivoIdentificar la prevalencia de accidentes en niños, en el hogar, y los factores de riesgo asociados.MetodologíaEstudio descriptivo de tipo transversal en el periodo de agosto de 2009 a julio de 2010. Se realizó un muestreo no probabilístico por conveniencia, se aplicó un cuestionario estructurado a los padres o cuidadores de menores de 5 años que durante el periodo de estudio acudieron a una unidad médica de primer nivel de atención del Instituto Mexicano del Seguro Social en el Distrito Federal, México.ResultadosSe entrevistó a 288 cuidadores y se encontró una prevalencia de accidentes del 67%; no se encontró una diferencia significativa de accidentes según el sexo del menor (χ2 = 0.007, p = 0.93). Las caídas representaron la principal causa de accidentes (83.9%). Los hijos cuyos padres tenían escolaridad máxima de primaria tuvieron mayor probabilidad de presentar accidentes. Existió asociación entre un menor nivel de medidas preventivas por los cuidadores y la prevalencia de accidentes (χ2 de tendencia = 6.50; p = 0.01).ConclusionesLos resultados obtenidos difieren de la evidencia previa respecto a la magnitud del problema se observó una mayor prevalencia en este estudio. También se identificó una relación entre la escolaridad de los padres y los accidentes en los niños. Resulta necesario reforzar las medidas preventivas en el hogar para evitar los accidentes en los niños.
ABSTRACT
ObjectiveTo identify the prevalence of home accidents in children and the associated risk factors.MethodologyDescriptive and transversal study developed between August 2009 and July 2010. A convenience not probabilistic sampling was generated. A structured questionnaire was administered to parents or care providers of several children younger than 5 years old, who during the study visited a first attention level medical unit of the Mexican Institute of Social Welfare in the Federal District, Mexico.Results288 care providers were interviewed and a 67% accident-prevalence was found. A significant- difference related to the sex of the minor was not found (χ2 = 0.007, p = 0.93). Falls represented the main cause of accidents (83.9%). Children of parents with primary school as their maximum level of studies showed a higher probability of suffering accidents. There was an association between a lower level of preventive measures of care providers and the prevalence of accidents (χ2 of tendency = 6.50; p = 0.01).ConclusionsThese results differ from previous evidence related to the magnitude of the problem -a higher prevalence was found in this study. Also, a relationship was found between the school level of the parents and the prevalence of accidents suffered by their children. It is necessary to strengthen the home preventive measures in order to avoid accidents in children.
RESUMO
ObjetivoIdentificar a prevalência de acidentes em crianças, no lar, e os fatores de risco associados.MetodologiaEstudo descritivo de tipo transversal no período de agosto de 2009 a julho de 2010. Realizou-se uma amostragem não probabilística por conveniência, aplicou-se um questionário estruturado aos pais e cuidadores de menores de 5 anos de idade, que durante o período de estudo deslocaram-se à unidade médica de primeiro nível de atenção do Instituto Mexicano del Seguro Social no Distrito Federal, México.ResultadosEntrevistaram-se a 288 cuidadores e encontrou-se uma prevalência de acidentes do 67%, não se encontrou uma diferencia significativa de acidentes segundo o sexo da criança (χ2 = 0,007, p = 0,93). As quedas representaram a principal causa de acidentes (83,9%). Os filhos cujos pais tinham escolaridade máxima de primária presentaram maior probabilidade de apresentar acidentes. Existiu associação entre um menor nível de medidas preventivas pelos cuidadores e a prevalência de acidentes (χ2 de tendência = 6,50; p = 0,01).ConclusõesOs resultados obtidos diferem da evidencia prévia em relação à magnitude do problema, observou-se uma maior prevalência neste estudo, também se identificou uma relação entre a escolaridade dos pais com os acidentes nas crianças. Resulta necessário reforçar as medidas preventivas no lar para evitar acidentes nas crianças.

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: BDENF - Enfermagem / LILACS Tipo de estudo: Estudo de prevalência / Estudo de rastreamento Idioma: Espanhol Revista: Enferm. univ Assunto da revista: Enfermagem Ano de publicação: 2015 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: México Instituição/País de afiliação: Instituto Mexicano del Seguro Social/MX

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: BDENF - Enfermagem / LILACS Tipo de estudo: Estudo de prevalência / Estudo de rastreamento Idioma: Espanhol Revista: Enferm. univ Assunto da revista: Enfermagem Ano de publicação: 2015 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: México Instituição/País de afiliação: Instituto Mexicano del Seguro Social/MX
...