Your browser doesn't support javascript.
loading
Perfurações e roturas do esôfago / Perforations and rupture of the esophagus
Marsico, Giovanni Antônio; Azevedo, Dirceo Edson de; Guimarães, Carlos Alberto; Mathias, Ivam.
Afiliação
  • Marsico, Giovanni Antônio; Hospital Municipal do Andaraí. Serviço de Cirurgia Torácica. Rio de Janeiro. BR
  • Azevedo, Dirceo Edson de; Hospital Municipal do Andaraí. Serviço de Cirurgia Torácica. Rio de Janeiro. BR
  • Guimarães, Carlos Alberto; Hospital Municipal do Andaraí. Serviço de Cirurgia Torácica. Rio de Janeiro. BR
  • Mathias, Ivam; Hospital Municipal do Andaraí. Serviço de Cirurgia Torácica. Rio de Janeiro. BR
Pulmäo RJ ; 10(3): 33-39, 2001. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-764319
Biblioteca responsável: BR674.1
RESUMO
Relatamos nos últimos 13 anos (1987-2000) 37 casos de perfurações de esôfago. Em 18 pacientes, as lesões estavam localizadas no esôfago cervical, 17 no toráx e 2 na parte abdominal. Vinte e cinco sofreram ferimentos por arma de fogo e dois por arma branca; em cincos as roturas foram causadas por procedimentos endoscópicos; em um devido a corpo estranho; dois após a realização de esclerose de varizes de esôfago; em dois ocorreu por rotura espontânea; um por iatrogenia durante artrodose de coluna cervical e um após pneumonectomia. O fator prognóstico mais importante no tratamento desses pacientes foi o tempo. Quando o tratamento foi realizado nas primeiras 24 horas, a mortalidade foi de 5%. O intervalo entre a perfuração e o tratamento foi menor que 24 horas em 20 (54%) pacientes e acima de 24 horas em 17 (46%). Dentre os pacientes vistos tardiamente, 8 (47%) morreram. No grupo dos que foram atendidos nas primeiras 24 horas, ocorreu 1/20 (5%) óbito.
ABSTRACT
During the past 13 years (1987-2000) a series of 37 oesophageal perforations is reported. Eighthenn cases were localized in the cervical esophagus, 17 in the toracic portion and 2 the intraabdominal segment. Twenty five sustained gunshot wounds and suffered stab wounds, 5 followed oesophageal endoscopy, one was due to foreign body, 2 patients due perforation after sclerotherapy for esophageal varices, 2 was spontaneous, one during fixation of spinal colummn and one was postpneumonectomy. The most important item in the treatment of these patients was time factor. In the first 24 hours the mortality was 5%. The interval from perforation to operation was less than 24 hours in 20 (54%) patients, and more than 24 hours in 17 (46%). Among those patients seen later, there was a high mortality rate 8/17 (47%). Among those patients seen in the first 24 hours, the mortality rate was 1/20 (5%).
Assuntos
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Perfuração Esofágica / Esôfago Limite: Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Revista: Pulmäo RJ Assunto da revista: Pneumologia Ano de publicação: 2001 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Hospital Municipal do Andaraí/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Buscar no Google
Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Perfuração Esofágica / Esôfago Limite: Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Revista: Pulmäo RJ Assunto da revista: Pneumologia Ano de publicação: 2001 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Hospital Municipal do Andaraí/BR
...