Your browser doesn't support javascript.
loading
O ato de tatuar-se: gozo e identificação o ato de tatuar-se / The act of getting oneself tattooed: jouissance and identification
Macedo, Sybele; Paravidini, João Luiz Leitão.
Afiliação
  • Macedo, Sybele; Universidade Federal de Uberlândia. BR
  • Paravidini, João Luiz Leitão; Universidade Federal de Uberlândia. BR
Tempo psicanál ; 47(2): 138-155, dez. 2015. ilus
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: lil-792013
Biblioteca responsável: BR85.1
RESUMO
Este artigo consiste em uma articulação teórica acerca do ato de tatuar-se e sua relação com o eu. Para tanto, os autores seguem bordejando a tatuagem, baseando-se, principalmente, nas conceituações de Freud e Lacan sobre o corpo, o sujeito e o eu. Este trabalho buscou discutir o ato de tatuar-se, tomando-o de maneira singular. Concluiu-se que esse ato pode remeter a uma forma de linguagem que aponta para a subjetividade, trabalhando a serviço da busca identitária e circunscrevendo-se no registro Simbólico. Pode também se apresentar como tentativa de fazer borda a angústias inomináveis, circunscrevendo-se no registro Imaginário. Entretanto, é no Real que a tatuagem se destaca. Considerada um hibridismo entre traço e letra, a tatuagem aproxima-se de formações do inconsciente e, portanto, é transcrita na carne e não passível de tradução, apenas de transliteração
ABSTRACT
This article of a theoretical articulation on the act of getting oneself tattooed and its relationship with the ego. Therefore, the authors follow bordering the tattoo, based on, mainly, Freud and Lacan's conceptualizations about the body, the subject and the ego. This work aimed to discuss the act of getting oneself tattooed, taking it under a singular form. It was concluded that this act may refer to a form of language that points to subjectivity, working under the service of the identitary search and circumscribing itself on the Symbolic register. It may also presented itself as an attempt to make border to nameless anguishes, circumscribing itself in the Imaginary register. Nevertheless, it is on the Real that the tattoo is highlighted. Considered a hybrid between trace and letter, the tattoo approaches to formations of the unconscious and, for chat, borrowing concepts form Allouch, is transcribed in the flesh and is not subjectible of translation, only of transliteration
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos / LILACS Assunto principal: Psicanálise / Tatuagem / Modificação Corporal não Terapêutica / Prazer Limite: Humanos Idioma: Português Revista: Tempo psicanál Assunto da revista: PSICANALISE / Psicologia / Psiquiatria Ano de publicação: 2015 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Uberlândia/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos / LILACS Assunto principal: Psicanálise / Tatuagem / Modificação Corporal não Terapêutica / Prazer Limite: Humanos Idioma: Português Revista: Tempo psicanál Assunto da revista: PSICANALISE / Psicologia / Psiquiatria Ano de publicação: 2015 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Uberlândia/BR
...