Your browser doesn't support javascript.
loading
CONSUMPTION OF SEXUALLY EXPLICIT MEDIA AND UNPROTECTED ANAL SEX IN MEN WHO HAVE SEX WITH MEN / CONSUMO DE MÍDIAS SEXUALMENTE EXPLÍCITAS E SEXO ANAL DESPROTEGIDO EM HOMENS QUE FAZEM SEXO COM HOMENS
Preprint em Português | SciELO Preprints | ID: pps-1081
Biblioteca responsável: BR1.1
ABSTRACT
The aim of this study was to evaluate the influence of sexually explicit media (MSE) consumption of the "bareback" type in the practice of anal sex without a condom by men who have sex with men (MSM). To this end, a Facebook® page was created, with a link that directed participants to the study questionnaire. Users who identified themselves as cisgendered men, aged 18 or over and who had sex with another man in the 12 months prior to the survey were included. Data were collected in 2017 across Brazil and analyzed using univariate and bivariate inferential statistics and multivariate logistic regression. 2248 MSM participated in the research, with a mean age of 24.4 years. Most were single (69.1%), with casual sexual partner (68.9%) and an average of 3.9 partners in the last 30 days. Have multiple sexual partners (ORa 9.4; 95% CI 3.9-22.4), prefer films with bareback scenes (ORa 2.6; 95% CI 1.5-4.6), judge this practice a fetish and perform it (ORa 3.52; 95% CI 2.3-5.4), have casual partnership (ORa 1.8; 95% CI 1.5-1.9) and awareness of the partner's negative serological status for HIV (ORa 1.4; 95% CI 1.1-2.3) were factors that increased the chances of engaging in anal sex without a condom. Thus, we verified an association between the consumption of MSE in the "bareback" modality and the practice of sex without a condom among MSM.
RESUMO
O objetivo deste estudo foi avaliar a influência do consumo de mídia sexualmente explicita (MSE) do tipo "bareback" na prática de sexo anal sem preservativo por homens que fazem sexo com homens (HSH). Para tanto, foi criada uma página no Facebook®, com um link que direcionava os participantes para o questionário do estudo. Foram incluídos os usuários que se identificavam como homem cisgênero, com 18 anos ou mais de idade e que praticaram sexo com outro homem nos 12 meses anteriores a pesquisa. Os dados foram coletados em 2017 em todo o Brasil e analisados por meio de estatística inferencial uni e bivariada e regressão logística multivariada. Participaram da pesquisa 2248 HSH, com média de idade de 24,4 anos. A maioria era solteira (69,1%), com parceria sexual casual (68,9%) e média de 3,9 parceiros nos últimos 30 dias. Possuir múltiplos parceiros sexuais (ORa9,4; IC95% 3,9-22,4), preferir filmes com cenas bareback (ORa2,6; IC95% 1,5-4,6), julgar essa prática um fetiche e realizá-lo (ORa3,52; IC95% 2,3-5,4), ter parceria casual (ORa1,8; IC95% 1,5-1,9) e ciência do status sorológico negativo do parceiro para o HIV (ORa1,4; IC95% 1,1-2,3) foram fatores que aumentaram as chances de envolvimento em sexo anal sem preservativo. Dessa forma, verificamos associação entre o consumo de MSE na modalidade "bareback" e a prática de sexo sem preservativo entre HSH.

Texto completo: Disponível Coleções: Preprints Base de dados: SciELO Preprints Tipo de estudo: Estudo prognóstico Idioma: Português Ano de publicação: 2020 Tipo de documento: Preprint

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS


Texto completo: Disponível Coleções: Preprints Base de dados: SciELO Preprints Tipo de estudo: Estudo prognóstico Idioma: Português Ano de publicação: 2020 Tipo de documento: Preprint
...