Your browser doesn't support javascript.
loading
SOCIAL VULNERABILITY AND COVID-19: CONSIDERATIONS FROM SOCIAL OCCUPATIONAL THERAPY / VULNERABILIDADE SOCIAL E COVID-19: CONSIDERAÇÕES A PARTIR DA TERAPIA OCUPACIONAL SOCIAL
Preprint em Português | SciELO Preprints | ID: pps-494
Biblioteca responsável: BR1.1
ABSTRACT
Social occupational therapy has been located throughout history as a field that is built mainly on the emergence of questioning themes related to the social contradictions and injustices of capitalist society. In the context of the COVID-19 pandemic, the chasms crated by these contradictions have become increasingly evident, nationally and globally, in view of the existing structural inequality. The population in social vulnerability is the most impacted by its effects, given the absence and/or insufficiency of resources, prevention strategies and/or treatment of the disease in their everyday lives, associated with the difficulties of execute social isolation, maintaining employment and income, as well as less access to health and basic sanitation. In view of this, it is emphasized the importance of the contributions of occupational social therapy, within the scope of research and/or intervention, based on thinking/doing that embraces the wants and needs of individuals and groups, which problematizes the impacts of structural inequalities in everyday life, what strengthens life-affirming movements, autonomy, citizenship and rights. Finally, promoting strategies for equality and recognition, in the democratization of the possibilities of continuing life in the pandemic and beyond.
RESUMO
A terapia ocupacional social se localiza ao longo da história como campo que se constrói principalmente na emergência de questionar temas relacionados às contradições e injustiças sociais da sociedade capitalista. No contexto da pandemia da COVID-19 os abismos postos por essas contradições têm ficado cada vez mais evidentes, nacional e globalmente, tendo em vista a desigualdade estrutural existente. A população em vulnerabilidade social é a maior impactada pelos seus efeitos, dada a ausência e/ou insuficiência de recursos, estratégias de prevenção e/ou tratamento da doença em seus cotidianos, associados às dificuldades de realizar o isolamento social, a manutenção do emprego e da renda, bem como o menor acesso à saúde e saneamento básico. Frente a isso, destaca-se a importância das contribuições da terapia ocupacional social, no âmbito da pesquisa e/ou intervenção, baseadas em um pensar/fazer que acolha os desejos e necessidades dos indivíduos e grupos, que problematize os impactos das desigualdades estruturais na vida cotidiana, que fortaleça movimentos de afirmação da vida, autonomia, cidadania e direitos. Por fim, fomentando estratégias de igualdade e reconhecimento, na democratização das possibilidades de dar continuidade à vida em meio a pandemia e após.


Texto completo: Disponível Coleções: Preprints Contexto em Saúde: ODS3 - Saúde e Bem-Estar Tema em saúde: Meta 3.9: Reduzir o número de mortes por produtos químicos perigosos e contaminação do ar e água do solo Base de dados: SciELO Preprints Idioma: Português Ano de publicação: 2020 Tipo de documento: Preprint

Texto completo: Disponível Coleções: Preprints Contexto em Saúde: ODS3 - Saúde e Bem-Estar Tema em saúde: Meta 3.9: Reduzir o número de mortes por produtos químicos perigosos e contaminação do ar e água do solo Base de dados: SciELO Preprints Idioma: Português Ano de publicação: 2020 Tipo de documento: Preprint
...