Biblioteca Virtual em Saúde

Pesquisa | Preparação e resposta a desastres

  • BIREME | OPAS | OMS logo
 
1.

Temporal and spatial variation of Myriapoda (Diplopoda and Chilopoda) assemblages in a Neotropical floodplain/ Variação temporal e espacial da assembleia de Myriapoda (Diplopoda e Chilopoda) em uma planície de inundação Neotropical

Autor(es): Santos-Silva, Lorhaine; Pinheiro, Tamaris Gimenez; Chagas-Jr, Amazonas; Marques, Marinêz Isaac; Battirola, Leandro Dênis
Fonte: Biota Neotrop. (Online, Ed. ingl.);18(2): e20180514, 2018. tab, graf
LILACS - Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde ID: 951165  LILACS Express
Resumo: Abstract: Myriapods constitute important edaphic macrofauna taxa which dwell in different trophic levels and influence the dynamics of these environments. This study evaluated the variation in composition, richness and abundance of edaphic myriapod assemblages as a function of the distribution and structure of flooded and non-flooded habitats (spatial variation) and hydrological seasonality (temporal variation) in a floodplain of the northern Pantanal region of Mato Grosso, Brazil. Sampling was carried out in three areas of the Poconé Pantanal, along an altitudinal and inundation gradient consisting of inundated and non-inundated habitats and different vegetation formations. Three quadrats (10 x 10 m) were delimited within each habitat type, where sampling was performed using pitfall traps and mini-Winkler extractors during the dry, rising water, high water and receding water periods of two hydrological cycles within the Pantanal (2010/2011 and 2011/2012). A total of 549 millipedes were collected, consisting of 407 Diplopoda and 142 Chilopoda distributed in six orders, 12 families and 20 species. The assemblages composition varied throughout the seasonal periods, indicating that the rising water and dry periods differed from the high water and receding water periods. In addition to the variation between seasonal periods, myriapod richness and abundance also varied in relation to areas consisting of different vegetation formations. Thus, it can be concluded that the hydrological seasonality associated with the inundation gradient and different vegetation types were determinant in the heterogeneous spatial and temporal distribution of myriapod assemblages, validating that the conservation of these invertebrates in the Pantanal is directly linked to the preservation of vegetation, and consequently, ecosystem integrity.
Resumo: Os miriápodes constituem importantes táxons da macrofauna edáfica atuando em diferentes níveis tróficos, influenciando a dinâmica desses ambientes. Este estudo avaliou a variação na composição, riqueza e abundância da assembleia de miriápodes edáficos em função da distribuição e estrutura de habitats inundáveis e não inundáveis (variação espacial) e da sazonalidade hidrológica (variação temporal) em uma planície de inundação na região norte do Pantanal de Mato Grosso, Brasil. As amostragens foram realizadas em três áreas no Pantanal de Poconé, em um gradiente altitudinal e de inundação, constituídas por habitats inundáveis e não inundáveis e por diferentes formações vegetacionais. Em cada tipo de habitat foram delimitados três quadrantes (10 x 10 m), onde foram efetuadas amostragens com armadilhas pitfall e Extrator mini-Winkler, ao longo dos períodos de seca, enchente, cheia e vazante, durante dois ciclos hidrológicos do Pantanal (2010/2011 e 2011/2012). Foram amostrados 549 miriápodes, dos quais 407 Diplopoda e 142 Chilopoda, distribuídos em seis ordens, 12 famílias e 20 espécies. A composição da assembleia variou ao longo dos períodos sazonais, indicando que a enchente e seca diferem da cheia e vazante. Além da variação entre os períodos sazonais, a riqueza e abundância de miriápodes variaram também em relação às áreas, constituídas por diferentes formações vegetacionais. Assim, pode-se concluir que a sazonalidade hidrológica associada ao gradiente de inundação e os diferentes tipos vegetacionais foram determinantes para a distribuição espacial e temporal heterogênea da assembleia de miriápodes, evidenciando que a conservação destes invertebrados no Pantanal está diretamente ligada à preservação da vegetação e, consequentemente, de sua integridade ecossistêmica.