Your browser doesn't support javascript.

RIPSA

Rede Interagencial de Informações para a Saúde

Sistematizando informação e construindo conhecimento para políticas de saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Percepção de mulheres encarceradas sobre o acesso à saúde como ferramenta de ressocialização / Women prison inmates' perceptions of access to health as a tool for resocialization / Percepción de las mujeres reclusas sobre el acceso a la salud como herramienta de resocialización

Oliveira, Karlayne Reynaux Vieira de; Santos, Amuzza Aylla Pereira dos; Vieira, Maraysa Jessyca de Oliveira; Pimentel, Elaine; Comassetto, Isabel; Silva, Jovânia Marques de Oliveira e.
Rev. enferm. UERJ; 28: e49514, jan.-dez. 2020.
Artigo em Inglês, Português | LILACS - Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, BDENF - enfermagem (Brasil) | ID: biblio-1118069
Objetivo: desvelar a percepção das mulheres sobre o acesso aos serviços de saúde como ferramenta do processo de ressocialização. Método: trata-se de um estudo fenomenológico-sociológico, qualitativo, realizado entre novembro de 2018 e novembro de 2019, com 10 mulheres de um estabelecimento prisional feminino de Maceió, Alagoas. Resultados: as participantes possuíam de 22 a 54 anos, ensino fundamental incompleto, pardas, solteiras, já haviam vivenciado a maternidade. Emergiram duas categorias temáticas: percepções do acesso aos serviços de saúde: a invisibilidade das mulheres e acesso aos serviços de saúde como uma ferramenta de ressocialização: elos dilacerados e Trabalho e Educação como alternativa de Fuga do esquecimento, ociosidade e solidão. Conclusão: evidenciou-se a percepção de invisibilidade das mulheres privadas de liberdade e desvinculação do acesso aos serviços de saúde como ferramenta do processo de ressocialização.