Your browser doesn't support javascript.

RIPSA

Rede Interagencial de Informações para a Saúde

Sistematizando informação e construindo conhecimento para políticas de saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Validação do Patient Assessment of Chronic Illness Care (PACIC) em diabéticos brasileiros / Validation of the Patient Assessment of Chronic Illness Care (PACIC) in brazilian diabetics / Validación de la Evaluación del Paciente de Atención a Enfermedades Crónicas (PACIC) en diabéticos brasileños

Castro, Fabiana Arruda Xavier de; Teixeira, Carla Regina de Souza; Istilli, Plinio Tadeu; Zanetti, Ana Carolina Guidorizzi; Becker, Tania Alves Canata; Almeida, Fabio Araujo.
Tempus (Brasília); 11(2): 89-102, abr.-jun. 2017.
Artigo em Inglês, Português | LILACS - Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde | ID: biblio-881400
Objetivo: validar o instrumento Patient Assessment of Chronic Illness Care (PACIC) em pacientes diabéticos no Brasil. Métodos: Trata-se de um estudo metodológico que incluiu 85 pacientes com diabetes tipo 2 no interior paulista. A análise fatorial utilizou-se o método com rotação ortogonal Varimax. Para a análise de correspondência utilizou-se o teste de qui-quadrado. A consistência interna foi verificada pelo alfa de Cronbach. Resultados: O instrumento apresentou alfa de Cronbach de 0,84, sendo que o terceiro domínio Estabelecimento de Metas/Adaptação apresentou o menor valor de alfa de Cronbach 0,78. Quanto à correspondência, o questionário separado por domínios, mostrou que as respostas aos itens sobre questionamento da opinião do paciente sobre o tratamento, receber uma cópia do tratamento, o profissional entrar em contato após a consulta e o encaminhamento ao profissional nutricionista foram avaliados como nunca realizados. Na análise fatorial houve a retenção de cinco fatores. Conclusões: A versão brasileira do PACIC é válida e reprodutível com diabéticos brasileiros e pode auxiliar na avaliação da qualidade da assistência de pessoas com condições crônicas.