Your browser doesn't support javascript.

RIPSA

Rede Interagencial de Informações para a Saúde

Sistematizando informação e construindo conhecimento para políticas de saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

A visão de cuidadores no cuidado de idosos dependentes institucionalizados / The view of caregivers in the care of institutionalized elderly dependents

Almeida, Camila Aparecida Pinheiro Landim; Santos, Lenilson Borges; Conceição, Luana Maria da; Silva, Nélida Maria; Carvalho, Herica Emília Felix de; Rocha, Francisca Cecília Viana; Lago, Eliana Campêlo; Lino, Mônica Motta.
Estud. interdiscip. envelhec; 22(1): 145-161, abr. 2017. tab
Artigo em Português | LILACS - Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, Index Psi (psicologia) | ID: biblio-912380
Este estudo tem como objetivo analisar a visão de cuidadores formais no cuidado de idosos dependentes institucionalizados. Realizou-se uma pesquisa qualitativa, desenvolvida em uma Instituição de Longa Permanência para Idosos, em Teresina, Piauí, Brasil. Participaram nove cuidadores que prestavam cuidados a idosos dependentes institucionalizados. Os dados foram coletados nos meses de dezembro/2014 a março/2015, por meio de entrevistas, utilizando um roteiro temático semiestruturado. As entrevistas gravadas foram transcritas e analisadas pela técnica do discurso do sujeito coletivo. Os resultados foram apresentados em três categorias temáticas e três tabelas, contendo as ideias centrais, os trechos selecionados dos discursos individuais, os participantes e a frequência. Na primeira categoria, a visão do cuidador do idoso dependente institucionalizado, foram encontradas três ideias centrais: satisfação no cuidado, complexidade do cuidado e relacionamento entre o idoso e o cuidador. Na segunda categoria, dificuldades do cuidador para cuidar de um idoso dependente institucionalizado, também foram geradas três ideias centrais: rotina de cuidados, fragilidades físicas e emocionais e deambulação noturna. Por fim, na terceira categoria, facilidades do cuidador para cuidar de um idoso dependente institucionalizado, foram encontradas duas ideias centrais: bom-humor e comunicação. Face aos resultados, recomenda-se que as Instituições de Longa Permanência dos Idosos dediquem maior atenção em atividades que promovam o bem-estar dos cuidadores, além de estratégias de prevenção contra as dificuldades ocasionadas pelas atividades inerentes à rotina de cuidados prestados aos idosos dependentes institucionalizados. (AU)