Your browser doesn't support javascript.

RIPSA

Rede Interagencial de Informações para a Saúde

Sistematizando informação e construindo conhecimento para políticas de saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Near miss neonatal precoce identificado com base em sistemas de informação em saúde / Early neonatal near miss identified through health information systems / Near miss neonatal precoz identificado según el sistema de información en salud

França, Karla Eveline Ximenes de; Vilela, Mirella Bezerra Rodrigues; Frias, Paulo Germano de; Gaspar, Gabriela da Silveira; Sarinho, Silvia Wanick.
Cad. Saúde Pública (Online); 34(9): e00167717, 2018. tab, graf
Artigo em Português | LILACS - Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde | ID: biblio-952457
O objetivo foi validar uma definição de identificação de casos de near miss neonatal precoce utilizando dados dos sistemas de informação em saúde (SIS). Estudo de validação concorrente entre três definições para identificação de casos de near miss neonatal precoce, realizado em hospital universitário com nascidos vivos ocorridos em 2012. Foram aplicadas três definições a esta coorte de nascidos vivos com utilização dos critérios peso ao nascer, idade gestacional, Índice de Apgar no 5º minuto de vida, internação em Unidade de Terapia Intensiva neonatal, ventilação mecânica e más-formações congênitas com diferentes combinações, considerando as proposições de dois artigos brasileiros publicados (definição Silva et al.; definição Pillegi-Castro et al.) e uma terceira (definição SIS) com dados disponíveis em Sistemas de Informação em Saúde. Foram considerados casos os sobreviventes às condições de risco até o 7º dia de vida. Para a validação concorrente, adotaram-se como referência os óbitos neonatais precoces. Dos 2.097 nascidos vivos estudados, 33 foram a óbito no período neonatal precoce, e o número de casos de near miss neonatal precoce variou segundo a definição adotada: 153 (definição Silva), 194 (definição Pileggi-Castro) e 304 (definição SIS). A sensibilidade e especificidade foi, respectivamente, 97% e 92,6% na definição Silva, 90,9% e 90,6% na definição Pileggi-Castro e 93,9% e 85,3% na definição SIS. Os resultados mostram que a definição SIS apresenta sensibilidade e especificidade próxima às outras definições e sugere que é possível monitorar o near miss neonatal precoce com uso apenas de dados disponíveis nos sistemas oficiais de informações em saúde.