Your browser doesn't support javascript.

RIPSA

Rede Interagencial de Informações para a Saúde

Sistematizando informação e construindo conhecimento para políticas de saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Assessment of health/functioning of older adults who consume psychoactive substances / Evaluación de la salud/funcionalidad de personas ancianas consumidoras de sustancias psicoactivas / Avaliação da saúde / funcionalidade de pessoas idosas consumidoras de substâncias psicoativas

Cruz, Vania Dias; Santos, Silvana Sidney Costa; Tomaschewski-Barlem, Jamila Geri; Silva, Bárbara Tarouco da; Lange, Celmira; Abreu, Daiane Porto Gautério de; Oliveira, Flávia Seles.
Rev. bras. enferm; 71(3): 942-950, May-June 2018. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-958619
RESUMO Objetivo: Avaliar a saúde/funcionalidade da pessoa idosa que consome substâncias psicoativas a partir da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde, sob o olhar da complexidade. Método: Estudo de caso qualitativo, com 11 idosos, realizado entre dezembro de 2015 a fevereiro de 2016, no Rio Grande do Sul, utilizando-se entrevista, documentos e observação assistemática. Teve aprovação do comitê de ética. A análise seguiu as proposições do estudo de caso, tendo como eixo teórico a complexidade de Morin. Resultados: Identificaram-se pessoas idosas que se consideram saudáveis e que apresentam alterações — as quais podem ser exacerbadas pelo uso de substâncias psicoativas — de saúde/funcionalidade esperadas com o percurso natural do envelhecimento, como: hipertensão arterial sistêmica; sintomas depressivos; tontura; zumbido; sono/repouso prejudicado; alimentação e ingesta hídrica inadequada. Considerações finais: A avaliação da saúde/funcionalidade de pessoas idosas que consomem substâncias psicoativas, guiada pelo pensamento complexo, ultrapassa os limites da precisão para arriscar compreender os fenômenos em sua complexidade.