Your browser doesn't support javascript.

RIPSA

Rede Interagencial de Informações para a Saúde

Sistematizando informação e construindo conhecimento para políticas de saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Utilização de serviços de reabilitação pelas crianças e adolescentes dependentes de tecnologia de um hospital materno-infantil no Rio de Janeiro, Brasil / Use of rehabilitation services by technology-dependent children and adolescents in a maternal and child hospital in Rio de Janeiro, Brazil

Gavazza, Cláudia Zornoff; Fonseca, Vânia Matos; Silva, Kátia Silveira da; Cunha, Sueli Rezende.
Cad. saúde pública; 24(5): 1103-1111, maio 2008. graf, tab
Artigo em Português | LILACS - Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde | ID: lil-481460
O objetivo deste estudo é caracterizar descritivamente a dependência tecnológica e a utilização de serviços de reabilitação pela população de crianças e adolescentes de um hospital materno-infantil do Rio de Janeiro, Brasil. O estudo transversal descreveu as características demográficas da criança e sócio-econômicas do cuidador e família, como também o tipo de dependência tecnológica e a utilização de serviços de reabilitação. A população do estudo é composta de pré-escolares (56,3 por cento), do sexo masculino (58,3 por cento), residentes na região metropolitana do Estado do Rio de Janeiro (89,6 por cento). São oriundos de famílias com rendimentos mensais até dois salários mínimos (70,9 por cento), cuidados sobretudo por suas mãe (93,8 por cento), que possuem escolaridade menor ou igual ao ensino fundamental (54,2 por cento) e não trabalham (89,6 por cento). Dos entrevistados, um total de 22,9 por cento depende de três tipos diferentes de tecnologias, sendo o suporte medicamentoso (87,5 por cento) a mais utilizada. O tratamento de reabilitação é financiado preponderantemente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e instituições filantrópicas, sendo o fisioterapeuta motor (60,4 por cento) o profissional de maior demanda nesse tratamento. O hospital estudado concentra todos os atendimentos médicos especializados e a maior parte dos tratamentos em reabilitação.