Your browser doesn't support javascript.

RIPSA

Rede Interagencial de Informações para a Saúde

Sistematizando informação e construindo conhecimento para políticas de saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Tendências temporais e fatores associados à duração do aleitamento materno em Pernambuco / Time trends and factors associated with breastfeeding in the state of Pernambuco, Northeastern Brazil

Caminha, Maria de Fátima Costa; Batista Filho, Malaquias; Serva, Vilneide Braga; Arruda, Ilma Kruze Grande de; Figueiroa, José Natal; Lira, Pedro Israel Cabral de.
Rev. saúde pública; 44(2): 240-248, abr. 2010. graf, tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS - Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde | ID: lil-540970
Objetivo: Analisar as tendências temporais de duração do aleitamento materno exclusivo e os fatores de proteção. Métodos: Foram analisadas as prevalências de amamentação total e o aleitamento materno exclusivo de lactentes aos quatro meses de idade. Os dados foram obtidos de inquéritos populacionais realizados em 1991, 1997 e 2006, com 935, 2.081 e 1.568 crianças, respectivamente. Os dados foram coletados por entrevista realizada com o responsável pela criança. As prevalências foram analisadas por regressão de Poisson em relação a: condições ambientais, comportamentais e socioeconômicas, variáveis maternas e fatores biológicos da criança. Resultados: A duração mediana do aleitamento total elevou-se de 89 dias (1991) para 106 dias (1997) e, finalmente, 183 dias (2006). A mediana do aleitamento materno exclusivo manteve-se estacionária em torno de 30 dias entre 1997 e 2006. Na análise multivariada, das dez variáveis analisadas, apenas a escolaridade e idade maternas, situação do domicílio e a criança ser do sexo feminino se mantiveram no modelo explicativo final. Conclusões: Apesar do aleitamento total ter tido importante aumento de duração, o mesmo não ocorreu com a duração do aleitamento materno exclusivo.