Your browser doesn't support javascript.

RIPSA

Rede Interagencial de Informações para a Saúde

Sistematizando informação e construindo conhecimento para políticas de saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Prevalência e determinantes do excesso de peso em pré-escolares / Prevalence and determinants of overweight in preschool children

Menezes, Risia Cristina Egito de; Lira, Pedro Israel Cabral de; Oliveira, Juliana Souza; Leal, Vanessa Sá; Santana, Sandra Cristina da Silva; Andrade, Sonia Lucia Lucena Sousa de; Filho, Malaquias Batista.
J. pediatr. (Rio J.); 87(3): 231-237, maio-jun. 2011. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS - Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde | ID: lil-593189
OBJETIVO: Identificar a prevalência do excesso de peso e sua associação com as condições socioeconômicas, ambientais, bens de consumo, estado nutricional materno e assistência à saúde em pré-escolares. MÉTODOS: Estudo transversal com 954 pré-escolares do estado de Pernambuco, no ano de 2006. Foi realizada regressão logística múltipla, utilizando-se o modelo hierarquizado. Razões de chances de excesso de peso (bruta e ajustada para confundimento) foram calculadas para cada variável de exposição. RESULTADOS: A prevalência de excesso de peso foi de 8,1 por cento para o estado e 9 por cento para a região metropolitana de Recife (PE). No interior urbano e rural, foram encontradas prevalências de 9,7 e 6,8 por cento, respectivamente. Maiores prevalências de excesso de peso foram observadas entre crianças pertencentes a famílias com melhores condições socioeconômicas: maior renda familiar per capita e nível de escolaridade, acesso a bens de consumo, melhores condições de moradia e saneamento básico e de assistência à saúde. O modelo final de regressão logística múltipla indicou que a escolaridade materna, os bens de consumo e o índice de massa corporal da mãe foram os fatores que melhor explicaram o excesso de peso das crianças. CONCLUSÕES: As prevalências do excesso de peso superam as de desnutrição entre pré-escolares no estado, e esse excesso acomete principalmente as crianças de famílias com condições socioeconômicas mais favorecidas.