Your browser doesn't support javascript.

RIPSA

Rede Interagencial de Informações para a Saúde

Sistematizando informação e construindo conhecimento para políticas de saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Declínio cognitivo de idosos e sua associação com fatores epidemiológicos em Viçosa, Minas Gerais / Cognitive decline of aged and its association with epidemiological factors in the city of Viçosa, Minas Gerais

Machado, Juliana Costa; Ribeiro, Rita de Cássia Lanes; Cotta, Rosângela Minardi Mitre; Leal, Paulo Fernando da Glória.
Rev. bras. geriatr. gerontol; 14(1): 109-121, jan.-mar. 2011. tab
Artigo em Português | LILACS - Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde | ID: lil-643423
Atualmente, a demência representa um significativo problema de saúde pública pela longa extensão e complexidade de manifestações funcionais, emocionais e consequências sociais, tanto para os idosos quanto para seus familiares. O diagnóstico de demência tem como base a investigação do declínio cognitivo em populações de risco. Objetivo: Esta pesquisa teve como objetivo avaliar o estado mental de pacientes com 60 anos ou mais, frequentadores do Programa Municipal da Terceira Idade, em Viçosa MG, e sua relação com os fatores relacionados à situação de saúde. Métodos: Realizou-se um estudo transversal com 74 idosos. Foram excluídos os idosos sem escolaridade. O procedimento de coleta de dados adotado foi a aplicação do questionário para a avaliação das características epidemiológicas e dos fatores relacionados à saúde e o teste do Mini-Exame do Estado Mental. Resultados: Dentre os idosos avaliados, encontrou-se uma prevalência de declínio cognitivo de 36,5%. A média de pontuação no MEEM foi de 19,48 pontos e a média da idade dos idosos foi de 68,5 anos. Discussão: Os resultados encontrados mostram que o menor nível de escolaridade tem influência negativa no exame do estado mental dos idosos. Conclusão: Conclui-se que é alto o número de idosos identificados com declínio cognitivo, resultado que revela que o Teste MEEM é influenciado pela variável escolaridade e, como mostrado em outros estudos, o ponto de corte utilizado deve ser ajustado à escolaridade

Assuntos

Idoso Idoso Demência