Your browser doesn't support javascript.

RIPSA

Rede Interagencial de Informações para a Saúde

Sistematizando informação e construindo conhecimento para políticas de saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Condições de trabalho e morbidade referida de policiais militares, Recife-PE, Brasil / Working conditions and referred morbidity in military police officers, Recife-PE, Brazil

Ferreira, Daniela Karina da Silva; Bonfim, Cristine; Augusto, Lia Giraldo da Silva.
Saúde Soc; 21(4): 989-1000, out.-dez. 2012. tab
Artigo em Português | LILACS - Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, SES-SP | ID: lil-662818
O objetivo foi analisar as condições de trabalho e a morbidade referida por Policiais Militares (PM) do Recife-PE. Estudo epidemiológico de corte transversal do qual participaram 288 PMs do Comando de Policiamento da Capital, Recife-PE. Os dados foram coletados mediante questionário semiestruturado, sobre aspectos sociodemográficos, morbidades referidas, demandas e controle no trabalho (Job Content Questionnaire). O perfil sociodemográfico revelou que a maioria dos PMs tinha 39 anos ou mais de idade, era cor parda ou negra (71,3 por cento), era casada (77,3 por cento), possuía dois ou mais filhos (63,7 por cento), tinha cursado até o ensino médio (64,9 por cento) e estava no nível econômico C1 e C2 (61,8 por cento). A maior parte identificou seu trabalho como de baixo controle (56,4 por cento), alta demanda física (53,9 por cento) e baixo suporte social (59,8 por cento). Sendo classificado para 27,8 por cento como de alta exigência; para estes os riscos de sofrimento psíquico e de doenças são maiores, necessitando mudanças na organização do trabalho. O maior tempo de serviço (OR=2,99) e a ausência de folgas semanais (OR=0,47) revelaram-se condicionantes mais importantes da morbidade referida. Sugere-se a utilização de estratégias que promovam maior integração social e cooperação entre os níveis hierárquicos superiores e os comandados, e redução da carga excessiva de trabalho.