Your browser doesn't support javascript.

RIPSA

Rede Interagencial de Informações para a Saúde

Sistematizando informação e construindo conhecimento para políticas de saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Avaliação da completitude das variáveis do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos – Sinasc – nos Estados da região Nordeste do Brasil, 2000 e 2009 / Live Birth Information System variable completeness evaluation in the Northeast Brazilian States, 2000 and 2009

Silva, Ricarlly Soares da; Oliveira, Conceição Maria de; Ferreira, Daniela Karina da Silva; Bonfim, Cristine Vieira do.
Epidemiol. serv. saúde; 22(2): 347-352, 2013. tab
Artigo em Português | LILACS - Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde | ID: lil-682075
Objetivo: avaliar a completitude do preenchimento das variáveis do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (Sinasc) nos Estados da região Nordeste do Brasil, nos anos de 2000 e 2009. Métodos: estudo descritivo, cuja população foi composta pelo total de registros de nascidos vivos no Sinasc; calculou-se o percentual de incompletitude para cada variável selecionada, de acordo com as classificações 'excelente' (incompletitude<5 por cento), 'boa' (5-9,9 por cento), 'regular' (10-19,9 por cento), 'ruim' (20-49,9 por cento) e 'muito ruim' (50 por cento ou mais). Resultados: maiores percentuais de incompletude foram encontrados para a variável raça/cor, destacando-se 20,5 por cento em Sergipe (2009); a variável sexo apresentou os menores percentuais de incompletitude (menos de 1 por cento); houve melhoria no preenchimento do número de consultas de pré-natal, cujo percentual de incompletitude variou de 8,9 por cento na Bahia (2000) a 0,7 por cento em Sergipe (2009). Conclusão: o Sinasc apresenta completitude de preenchimento classificada como boa a excelente, na maioria das variáveis analisadas.