Your browser doesn't support javascript.

RIPSA

Rede Interagencial de Informações para a Saúde

Sistematizando informação e construindo conhecimento para políticas de saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Prevalência e fatores associados ao diabetes em idosos no município de Viçosa, Minas Gerais / Prevalence and associated factors of diabetes in the elderly population in Viçosa, Minas Gerais, Brazil

Vitoi, Nayla Cordeiro; Fogal, Aline Siqueira; Nascimento, Clarissa de Matos; Franceschini, Sylvia do Carmo Castro; Ribeiro, Andréia Queiroz.
Rev. bras. epidemiol; 18(4): 953-965, Out.-Dez. 2015. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS - Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde | ID: lil-776683
RESUMO: Objetivo: Avaliar a prevalência e os fatores associados ao diabetes em idosos, bem como verificar a concordância entre o uso de medicamentos para diabetes e a informação referida sobre a doença. Métodos: Estudo epidemiológico transversal realizado na cidade de Viçosa, Minas Gerais, com 621 idosos com 60 anos ou mais, selecionados a partir de amostragem aleatória simples. Utilizou-se como instrumento de pesquisa um questionário semiestruturado que constava de perguntas sobre condições sociodemográficas, estilo de vida, condições de saúde e estado nutricional. Foram aferidos peso e altura, além do perímetro da cintura. A variável dependente do estudo foi o diabetes autorreferido. A análise da associação entre as diversas variáveis explicativas e a presença de diabetes foi feita por meio da regressão de Poisson com variância robusta simples e múltipla. Nas análises bivariadas foi utilizado o valor p < 0,25 para inclusão das variáveis na análise de regressão múltipla hierarquizada e, no modelo final, permaneceram as associações cujas variáveis apresentaram associação com o desfecho com valor p < 0,05. Resultados: A prevalência de diabetes foi de 22,4%. A análise múltipla hierarquizada evidenciou como fatores independentemente e positivamente associados ao diabetes: gênero, autopercepção da saúde, história de hipertensão e/ou dislipidemias, polifarmácia e obesidade abdominal. A escolaridade se manteve negativamente associada à presença de diabetes. Conclusão: Os resultados obtidos são similares aos de outros estudos conduzidos no país, sugerindo que os fatores associados ao diabetes entre idosos são semelhantes em todo o país. Ainda, observou-se moderada concordância entre o uso de medicamentos para diabetes e a informação referida sobre a doença, o que sugere o uso da última como método alternativo de investigação quando não se dispuser de outra forma de avaliação.