Your browser doesn't support javascript.

RIPSA

Rede Interagencial de Informações para a Saúde

Sistematizando informação e construindo conhecimento para políticas de saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Crisis social y política en Chile: la demanda por acceso y cobertura universal de salud

Artaza Barrios, Osvaldo; Méndez, Claudio A..
Rev Panam Salud Publica; 44, mar. 2020
Artigo em Espanhol | PAHOIRIS | ID: phr-51916
[RESUMEN]. En Chile se ha producido un desarrollo económico que no ha resuelto profundas desigualdades. Hoy en día, se intenta resolver una intensa crisis política y social que irrumpe de modo explosivo en octubre de 2019 motivada por un alza del transporte público. Una década después de que se iniciara la implementación de la última reforma al sistema de salud, este sigue siendo un ámbito prioritario en la preocupación de la población y parte de las actuales demandas ciudadanas. Desde el movimiento social, se proponen nuevas reformas que requerirán de consensos para ser viables desde un punto de vista técnico y político. Los cambios necesarios en el ámbito de la salud son impostergables. Entre otras medidas, es preciso implementar transformaciones en el sector prestador, tanto público como privado, en la lógica de un modelo estructurado en redes integradas y basado en la estrategia de la atención primaria de salud. Esto permitirá la consecuente alineación de los recursos humanos y financieros con el acceso y cobertura de salud universal y, de esta manera, resolver de manera efectiva y eficiente las necesidades de salud de las personas y sus comunidades.
[ABSTRACT]. In Chile, economic development has not resolved deep inequalities. Today, attempts are being made to solve an intense political and social crisis sparked in October 2019 by a hike in public transport fares. A decade after initial implementation of the last health system reform, this continues to be a priority area of public concern––and part of what citizens are now demanding. This social movement is proposing new reforms that will require consensus in order to be viable from a technical and political standpoint. The necessary changes in the health field cannot be postponed. Among other measures, it is necessary to implement transformations in health providers in both the public and private sectors, toward a model that is structured around integrated networks and based on a primary health care strategy. This will make it possible to align human and financial resources with universal access to health and universal health coverage, effectively and efficiently meeting the health needs of people and communities.
[RESUMO]. O crescimento econômico alcançado no Chile não foi capaz de resolver as profundas desigualdades. O país tenta hoje encontrar uma saída à enorme crise política e social que irrompeu com violência em outubro de 2019 contra o aumento no preço da passagem do transporte público. Passada uma década desde a última reforma do sistema de saúde, a saúde continua sendo um tema prioritário que preocupa a população e figura entre as demandas atuais dos cidadãos chilenos. As novas reformas propostas pelo movimento social exigem o consenso técnico e político para serem viabilizadas. As mudanças necessárias em saúde são impreteríveis. Entre outras medidas, é preciso transformar o setor de prestação de serviços, tanto público como privado, criando um modelo estruturado em redes integradas baseado na estratégia de atenção primária à saúde. Isto possibilitará o consequente alinhamento dos recursos humanos e financeiros com o acesso universal à saúde e cobertura de saúde universal e, assim, atender com efeito e eficiência às necessidades de saúde das pessoas e suas comunidades.