Your browser doesn't support javascript.

Secretaria de Estado da Saúde - BVS

Rede de Informação e Conhecimento

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Modelo preditivo de avaliação do tempo entre o diagnóstico do hiv e primeira hospitalização / Evaluation predictive model of time between hiv diagnosis and first hospitalization / Modelo predictivo para evaluar el tiempo entre el diagnóstico de vih y la primera hospitalización

Pereira, Renata Rabelo; Leadebal, Oriana Deyse Correia; Chaves, Rebeca Bezerra; Medeiros, Leidyanny Barbosa; Silva, Ana Cristina Oliveira; Nogueira, Jordana Almeida.
Enferm. foco (Brasília); 12(6): 1196-1203, dez. 2021. ilus, tab
Artigo Português | LILACS, BDENF - enfermagem (Brasil) | ID: biblio-1369274

Objetivo:

construir um modelo preditivo de avaliação do tempo entre o diagnóstico do Vírus da imunodeficiência humana e primeira hospitalização.

Método:

estudo epidemiológico, descritivo, retrospectivo, com amostra de 200 prontuários de pessoas com Síndrome da imunodeficiência adquirida, acompanhadas em serviço especializado. Realizada análise da sobrevida através do estimador Kaplan-Meier, modelo paramétrico de Weibull e semi paramétrico de Cox.

Resultados:

houve diferenças significativas no tempo entre diagnóstico e hospitalização, no que se refere à faixa etária, orientação sexual, registro de descontinuidade da terapia e ao número de consultas médicas e multidisciplinar. O modelo de Weibull apresentou como covariável significativa o registro de descontinuidade da terapia. No modelo de Cox, as variáveis ocupação, uso de álcool e psicotrópicos, contagem de linfócitos T-CD4+, carga viral e antecedentes psiquiátricos foram significativas para explicar o risco de hospitalização.

Conclusão:

foi possível identificar os fatores de risco e de proteção para o desfecho hospitalização. Os modelos também apontaram fatores que influenciam no tempo entre o diagnóstico do Vírus da Imunodeficiência humana e primeira hospitalização, e possibilitaram uma discussão enriquecedora acerca dos aspectos intrínsecos aos cuidados em saúde das pessoas vivendo com o vírus e a doença. (AU)
Biblioteca responsável: BR1898.2
Selo DaSilva