Your browser doesn't support javascript.

Secretaria de Estado da Saúde - BVS

Rede de Informação e Conhecimento

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Descentralização e expansão dos tratamentos de leishmaniose visceral (LV) com anfotericina B lipossomal em Minas Gerais, 2008-2012 / Decentralization and expansion of visceral leishmaniasis (VL) treatment with liposomal amphotericin B in Minas Gerais, 2008-2012

Tourinho, Bruna Dias; Ferraz, Marcela Lencine; Amâncio, Frederico Figueiredo; Carneiro, Mariângela.
Gerais (Esc. Saúde Pública Minas Gerais); 4(1): 70-79, jan.-jun 2016.
Artigo Português | Coleciona SUS (Brasil), Coleciona SUS (Brasil), SES-MG | ID: biblio-945087
Descrever a descentralização e a expansão dos tratamentos da leishmaniose visceral (LV) com anfotericina B lipossomal em Minas Gerais, no período entre 2008 e 2012. Estudo descritivo que avaliou as fichas utilizadas para solicitar o tratamento com o medicamento e casos de LV no Sistema Nacional de Agravos de Notificação (SINAN). Foram avaliadas 646 solicitações de tratamento realizadas por 29 municípios, permitindo o tratamento de 577 pacientes, residentes em 97 municípios. A proporção de pacientes com LV tratados com anfotericina B lipossomal no Estado foi de 22,4%. As principais referências para o tratamento dos pacientes com LV foram as regiões Centro (URS Belo Horizonte) e Norte (URS Montes Claros). A descentralização e a expansão dos tratamentos refletem uma resposta positiva das equipes de assistência e vigilância do Estado e poderão contribuir favoravelmente para a evolução clínica dos casos de LV.
Biblioteca responsável: BR1361.1
Localização: Br1361.1
Selo DaSilva