Your browser doesn't support javascript.

Secretaria de Estado da Saúde - BVS

Rede de Informação e Conhecimento

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Survey of phlebotomine sand flies (Diptera: Psychodidae: Phlebotominae) in Três Lagoas Municipality, Mato Grosso do Sul State, Brazil, an area of intense transmission of American visceral leishmaniasis/Flebotomíneos (Diptera: Psychodidae: Phlebotominae) no Município de Três Lagoas, área de transmissão intensa de leishmaniose visceral, Estado de Mato Grosso do Sul, Brasil

Oliveira, Gloria Maria Gelle de; Figueiró Filho, Ernesto Antonio; Andrade, Geórgia Medeiros de Castro; Araújo, Laura Abrahão de; Oliveira, Myrna Lícia Gelle de; Cunha, Rivaldo Venâncio da.
Rev Pan-Amaz Saude; 1(3): 83 - 94, 2010. ilus, mapas, graf, tab
Artigo Português | IEC | ID: iec-8091
O estudo objetivou identificar a fauna flebotomínica urbana e rural; determinar sua distribuição espaço-temporal; investigar a infecção natural por Leishmania dos flebótomos fêmeas; verificar o impacto da aplicação de inseticidas sobre a população vetorial; correlacionar dados entomológicos, epidemiológicos e biogeográficos para compreensão das condições favoráveis à ocorrência da doença; e fornecer informações para o controle da leishmaniose nessa área. As coletas foram efetuadas um dia por mês, entre agosto de 2000 e dezembro de 2006, com armadilhas do tipo CDC. Foram capturados 4.277 espécimes, pertencentes a 14 espécies de flebotomíneos (76,61 por cento no peridomicílio), sendo 3.071 machos e 1.206 fêmeas. Lutzomyia longipalpis, a espécie mais frequente (87,02 por cento), teve índice de constância estandardizado igual a 1,0. Os padrões temporo-espaciais de distribuição dessa espécie ratificaram seu importante papel na transmissão da leishmaniose visceral americana. Infecção por flagelados sugestivos de Leishmania spp. foi encontrada em 1,18 por cento das fêmeas dissecadas de Lu. longipalpis. Análises estatísticas mostraram correlação significativa (p 0,05) entre o número de vetores, precipitação e umidade. O teste de regressão linear demonstrou associação significante entre o número de Lu. longipalpis capturados e os casos de leishmaniose visceral americana humana e canina (p 0,001). A população de vetores foi reduzida em 2002, com a aplicação de inseticidas, mas elevou-se nos anos subsequentes, devido à irregularidade das borrifações. Estratégias que poderão ser utilizadas no controle da doença nessa área são sugeridas na conclusão. (AU)
Biblioteca responsável: BR275.1
Localização: BR275.1
Selo DaSilva