Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Influência de variáveis sociodemográficas, clínicas, obstétricas e neonatais na qualidade de vida de puérperas / Influence of sociodemographic, clinical, obstetric and neonatal variables on postpartum quality of life / Influencia de variables sociodemográficas, clínicas, obstétricas y neonatales en la calidad de vida posparto

Silva, Sarah Gazarra Ferreira da; Condeles, Paulo César; Parreira, Bibiane Dias Miranda; Silva, Sueli Riul da; Paschoini, Marina Carvalho; Ruiz, Mariana Torreglosa.
Rev. enferm. UERJ ; 27: e44636, jan.-dez. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF | ID: biblio-1050555

Objetivo:

analisar a qualidade de vida (QV) das puérperas e correlacioná-la com variáveis sociodemográficas, clínicas, obstétricas e neonatais.

Método:

estudo quantitativo, de delineamento transversal realizado em um hospital de ensino de Uberaba-MG. Foram entrevistadas 103 puérperas. Os dados foram coletados em 2017 e analisados por estatística descritiva simples, correlação de Pearson e o Teste t de Student. Para mensurar os escores de QV foi utilizado o instrumento Índice de Qualidade de Vida de Ferrans e Powers. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa.

Resultados:

puérperas adolescentes, renda superior a dois salários, número de consultas pré-natal, recém-nascido (RN) macrossômico e Apgar no primeiro minuto favoreceram a melhor QV. Intercorrências durante gestação e/ou durante o parto, problemas de saúde do RN e etilismo prejudicaram a QV.

Conclusão:

as puérperas apresentaram altos escores de QV, destacando-se os domínios família e psicoespiritual. Aspectos sociodemográficos, clínicos, obstétricos e neonatais influenciaram a QV.
Biblioteca responsável: BR1366.1
Localização: BR1366.1