Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Esporotricose felina: um relato de caso de disseminação cutânea e sistêmica em gato negativo para FIV e FeLV / Feline sporotrichosis: a case report of cutaneous and systemic dissemination in cat negative for FIV and FeLV

Silva, Francine dos Santos da; Cunha, Simone Carvalho dos Santos; Moraes, Vanessa Araujo de; Leite, Juliana da Silva; Ferreira, Ana Maria Reis.
Rev. bras. ciênc. vet ; 27(4): 183-187, out./dez. 2020. il.
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1369656
A esporotricose é uma zoonose causada por fungos do gênero Sporothrix. Os gatos doentes têm importante potencial zoonótico e frequentemente revelam uma apresentação disseminada da doença. O objetivo deste relato de caso é descrever as características clínicas e anatomopatológicas de um caso de esporotricose felina refratária ao tratamento com apresentação clínica cutânea disseminada e sistêmica. Um felino macho de 3 anos de idade foi tratado para esporotricose com itraconazol e obteve resolução completa das lesões cutâneas. Porém, um ano após alta clínica, o animal apresentou aumento e ulceração da região nasal. Após cultura fúngica positiva para Sporothrix spp foi instituído tratamento com itraconazol 100mg associado ao iodeto de potássio 20mg por via oral diariamente e transcorrido 3 meses de tratamento, foi observada piora progressiva do sinais clínicos com disseminação de lesões para outras regiões do corpo. O animal foi submetido à eutanásia e encaminhado para necrópsia no Serviço de Anatomia Patológica da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal Fluminense. Amostras da língua, pulmão, fígado, baço, rim, cérebro, linfonodo e pele foram coletadas para evidência de disseminação do agente fúngico e avaliação de alterações microscópicas. A coloração de metenamina de prata de Grocott foi utilizada para facilitar a visualização de leveduras sugestivas de Sporothrix spp nos cortes histológicos. Leveduras foram visualizadas em amostras de pele, língua, linfonodo, rim, fígado, baço e cérebro. No presente relato a disseminação do Sporothrixspp para diversos órgãos sinaliza a necessidade de uma minuciosa investigação dos casos graves de esporotricose felina para o tratamento adequado.
Biblioteca responsável: BR409.1
Localização: BR409.1